Menino de dois anos faz compra de mais de R$10 mil com celular da mãe

Pequeno brincava com celular quando confirmou, sem querer, compras de móveis que estavam em carrinho de loja virtual

Menino de dois anos faz compra de mais de R$10 mil com celular da mãe
Foto: Reprodução / Redes sociais

Um garotinho de apenas dois anos estava brincando com o celular da mãe quando apertou um botão sem querer. O botão confirmava a compra de quase US$ 2 mil (cerca de R$ 10,8 mil) em móveis. A mãe do pequeno, Madhu Kuma, tinha adicionado vários itens a seu carrinho virtual no site da loja.

Ela e o marido só descobriram o que o filho Ayaansh fez quando várias caixas começaram a chegar à casa deles, em Nova Jersey, nos Estados Unidos. Entre as compras, há poltronas e suportes de plantas. A família disse à NBC que pretende ficar com alguns itens, mas vai tentar devolver outros e pedir o reembolso.

Compras em jogos infantis

Esse tipo de confusão é mais comum do que se imagina. No Reino Unido, por exemplo, uma família virou notícia depois que uma criança de 11 anos gastou mais de R$ 30 mil no cartão dos pais na plataforma de jogos “Roblox”. A história contada por Steve Cumming, de 72 anos, chocou muita gente e até fez a plataforma estornar o valor. Mas, o nome da empresa aparece na fatura de muitas famílias, em proporções menores, ao redor do mundo.

No Brasil, as transações em dinheiro no “Roblox” também acontecem. Algumas são autorizadas pelos pais , porém, outras são fruto de uma combinação de fatores: crianças querendo comprar, jogo querendo vender, cartão de crédito cadastrado na plataforma e falta de controle.

De acordo com o Procon de São Paulo, o serviço já registrou 24 pedidos de ajuda por gastos excessivos no cartão com o Roblox, feito por crianças e adolescentes sem supervisão dos responsáveis. Em matéria publicada pelo portal G1, o coordenador financeiro Rodrigo Bernardo, 40 anos, levou um susto ao receber SMS do banco depois que seu filho de seis anos gastou R$ 750 comprando moedas do jogo.

MAIS NOTÍCIAS