Mulher cai em golpe de estelionatário e perde R$1500 em Bela Vista de Minas

O estelionatário ainda não foi identificado pela Polícia Militar

Mulher cai em golpe de estelionatário e perde R$1500 em Bela Vista de Minas

Uma mulher registrou boletim de ocorrência nesta quarta-feira (4) após cair em um golpe de estelionatário e perder a quantia de R$1500,00. O crime ocorreu na cidade de Bela Vista de Minas. A polícia militar coletou todos os dados possíveis sobre a denúncia e encaminhou para a unidade civil dar continuidade no caso.

Segundo a vítima, um homem que se passava por um amigo ligou e contou que havia sofrido um acidente na BR-381, próximo a João Monlevade e relatou dificuldade para entrar em contato com a seguradora. Pediu então que a mulher entrasse falasse com Luiz Antônio, através do número (62) 99850-9871.

Ao entrar em contato através do número informado, a vítima soube que um guincho já havia sido acionado estava se deslocando da cidade de Nova União, também levando um kit de primeiros socorros para o suposto acidentado. Por fim, um dos envolvidos no estelionato disse que o serviço prestado só aceitava pagamento em dinheiro, dando fim à ligação. 

Em seguida, o “amigo” voltou a entrar em contato com a vítima e alertou que precisaria da quantia de R$1500,00 para pagar o serviço da seguradora e que ao chegar em Bela Vista de Minas iria ressarci-la. Foi solicitado então que a mulher fizesse o depósito em uma conta corrente e enviasse o comprovante para o número (62) 99164-2926 através do aplicativo WhatsApp.

O conteúdo continua após o anúncio

Após ter efetuado a transferência, a vítima relata que percebeu muitas divergências nas falas e nas conversas que teve via telefone. Pediu a uma amiga que confirmasse o número de telefone do “amigo” envolvido. Ao entrar em contato com ele, descobriu que o homem citado estaria em Belo Horizonte, pronto para entrar para o turno de trabalho.

Desta forma, os militares foram acionados, o boletim de ocorrência foi registrado e a denúncia encaminhada para a polícia civil.

 

MAIS NOTÍCIAS