População não comparece à 1ª reunião preparatória para o simulado de Itabira

Treinamento de evacuação acontece às 15h de hoje; Defesa Civil conclama a população a participar

População não comparece à 1ª reunião preparatória para o simulado de Itabira
Comparecimento é muito pequeno na quadra do Bela Vista

Duas reuniões preparatórias do simulado de evacuação de Itabira (na região Central de Minas Gerais) estão marcadas para esta manhã: às 9h e às 11h. Na primeira reunião, o comparecimento foi muito baixo (veja fotos).

No bairro Praia, por exemplo, a reunião foi realizada na Quadra Esportiva do bairro para atender os moradores que vivem nas localidades do Praia, Juca Rosa e Loteamento Vale do Sol. A adesão no primeiro horário, às 9h, foi muito pequena, apenas cerca de 30 pessoas, a maioria mulheres e crianças.

Os encontros estão sendo realizados em nove pontos diferentes e são importantes, segundo a Defesa Civil, para que as pessoas sejam informadas sobre o que levar, como se deslocar e todas as informações pertinentes sobre uma evacuação em caso de situação de risco.

Confira os locais das reuniões preparatórias

Simulado

O simulado está marcado para acontecer às 15h deste sábado (17). Ao ouvir as sirenes, as pessoas que estiverem em áreas de risco devem seguir as placas de “Rotas de Fuga” e seguir em direção a um dos 96 “Pontos de Encontro”, considerados áreas seguras. A Defesa Civil estimou a mobilização de 27 mil pessoas.

Este é o primeiro treinamento de evacuação realizado em Itabira, após seis décadas de mineração. O município possui 15 barragens de rejeitos de minério da Vale. A primeira delas, a do Pontal, foi implantada em 1972 e possui 226 milhões de metros cúbicos de minério.

“O simulado não é da Vale, não é da Defesa Civil, não é dos órgãos do governo. O simulado é da população. O protagonista de toda essa operação é o cidadão. Ele é quem deve ter todas as informações, saber sua rota de fuga, qual seu ponto de encontro e qual a sua dificuldade para que possamos melhorar esse simulado. Então conclamo toda a população de Itabira para que participe, abrace a ideia”. Tenente-coronel Flávio Godinho.

Repercussão 

Para a agente de endemia, Gisele Cristina Madeira, moradora da rua Caetés , no bairro Praia, a preocupação maior é com as crianças da Creche Menino Jesus 2, localizada em área de mancha. “São muitas crianças com idades a partir de 6 meses. Como o simulado está sendo no sábado, como vou saber como ajudá-las já que o rompimento de barragem pode ocorrer em qualquer dia e hora?”, disse a itabirana.

Segundo o tenente da Defesa Civil, Paulo Henrique, haverá pequenos simulados direcionados a creches e escolas posteriormente. Gisele disse que gostou de participar da reunião. Segundo ela, foi esclarecedor em relação às questões técnicas como, por exemplo, saber que nem todos os pontos altos da cidade são seguros. “Eu pensava que tinha que seguir para um local alto para ficar segura” disse a moradora.

Membro da Defesa Civil de Santa Catarina, Renato está participando do simulado em Itabira em busca de mais conhecimentos sobre a atuação em caso de desastres. “A gente veio para acompanhar a parte de organização, planejamento e execução do simulado. Nossas represas são de água e bem menores, mas, apesar de serem diferentes, dá para fazer um tipo de comparação. Por isso viemos de tão longe”, declarou.

 

Galeria de Fotos

  • Gabiroba Mart Minas

  • Ginásio Gabiroba

  • Ginásio Gabiroba

  • João XXIII

  • Praia

  • Praia

  • Quadra do Bela Vista

  • Comparecimento é muito pequeno na quadra do Bela Vista

  • Quadra Madre Maria de Jesus

  • Real Campestre

  • Praia