Posto Ipê Amarelo: negócio de família que se tornou o melhor de Minas

Localizado no bairro Chapada, o Ipê Amarelo foi eleito o melhor de Minas Gerais e o terceiro melhor do Brasil, na rede Ale

Posto Ipê Amarelo: negócio de família que se tornou o melhor de Minas
Foto: DeFato
O conteúdo continua após o anúncio


Quem chega pela primeira vez no posto Ipê Amarelo, no bairro Chapada, em Itabira, não imagina como a história do local é antiga e cheia de reviravoltas. Criado em 1994, o posto foi passando por diversas transformações e, agora, está colhendo os frutos de muita dedicação e esforço.

“Eu conto a história do posto nas paredes da lanchonete. Resolvi fazer isso porque somos um casal de enfermeiros que caímos de paraquedas no negócio e fomos aprendendo a trabalhar na prática. A gente foi aprendendo com os erros e crescendo”, conta a sócia e proprietária Vanize Souza Santos.

Vanize e o marido Lúcio Flávio Santos são os donos do posto que faz parte de um negócio familiar. A história dos empreendimentos da família começou com os avós do Lúcio que, em 1960, abriram a pequena mercearia Mendes Santos.

Os anos passaram e os pais de Lúcio, José Januário e Socorro, deram continuidade ao empreendimento abrindo um posto e um restaurante no local para atender aos caminhoneiros que passavam na região. Há 16 anos, Vanize e Lúcio arrendaram o posto na mão de José Januário.

“Quando começamos tínhamos apenas seis funcionários. A cozinha da lanchonete era bem pequena, cabia uma funcionária só. Somos o único posto em 18 quilômetro, no sentido Belo Horizonte, e em 60 quilômetros no sentido Nova Era. Assim, naturalmente, nosso fluxo maior de clientes acabou sendo de caminhoneiros. Viramos uma parada para eles. A gente sabia que precisava crescer mais”, conta Vanize.

O melhor de Minas

Lúcio e Vanize contam que 2020 acabou se tornando um novo marco na história do posto. Isso porque o Ipê Amarelo foi eleito o terceiro melhor posto Ale do Brasil e o primeiro de Minas Gerais. “Foi uma surpresa para a gente, porque durante 11 anos funcionamos sob uma outra bandeira. Mas, ela era pequena e a gente estava em busca de outra que nos proporcionasse cursos, capacitação de funcionários e premiações para os colaboradores”, explica Vanize.

Posto Ipê Amarelo
O posto funciona sob a bandeira Ale há dois anos. Foto: DeFato

O casal decidiu pela mudança de bandeira há dois anos. Eles contam que a decisão faz parte de um processo, ainda em andamento, focado em mudanças e melhorias voltadas para o crescimento do posto Ipê Amarelo. Dessa maneira, a escolha do estabelecimento como o melhor da rede no estado foi uma notícia muito comemorada.

“Acho que fomos escolhidos por não ter parado na pandemia. A gente foi na contramão do que estava acontecendo. Não só não mandamos ninguém embora, como aumentamos o nosso quadro de funcionários em 40%. Claro que a gente sofreu um impacto no começo, mas a disparada do minério na região favoreceu muito o posto”, lembra Lúcio.

Para o casal, entender que esse era um momento de se reinventar fez toda a diferença. “A gente pensou tudo o que era possível para nos manter funcionando, fortalecendo o que já tínhamos e reforçando os protocolos de segurança contra a Covid-19. Foi a somatória de tudo isso que manteve as nossas vendas e nos deu gás para investir nas mudanças e melhorias”, destaca Vanize.

Grandes diferenciais

Assim, Vanize e Lúcio investiram na evolução da equipe e na melhoria da estrutura do posto. “Nós juntamos a fome com a vontade de comer. O pessoal da Ale nos ofereceu uma série de benefícios e a gente aproveitou tudo para agregar aos nossos funcionários”, detalha Vanize.

O casal faz questão de explicar que um dos principais diferenciais que o posto Ipê Amarelo oferece é o atendimento. Para eles, a parceria com a rede Ale possibilitou investimentos específicos na evolução dos colaboradores.

“Prezamos muito pela qualidade e pela padronização do atendimento. Assim, estamos nos aperfeiçoando sempre. Por isso, além de realizar o abastecimento, o atendente oferece para o cliente a verificação da água e do óleo; a calibragem do pneu; a limpeza dos vidros. Então, a gente ajuda a garantir a segurança na viagem de quem atendemos aqui”, enfatiza Lúcio.

Posto Ipê Amarelo
Atendimento padronizado e personalizado é um diferencial. Foto: DeFato

Outro diferencial é a comodidade. Por funcionar 24 horas, o posto Ipê Amarelo é visto como uma parada segura de viagem. Por isso, Vanize e Lúcio também se dedicaram a oferecer uma estrutura muito mais confortável de banheiros e lanchonete. Antes eles tinham só dois chuveiros. Agora, com a reforma, há oito chuveiros no banheiro masculino, e um no feminino. Todos com água quente.

Além disso, ambos os sanitários são lavados várias vezes no dia e contam também com fraldário. “A decisão de colocar o fraldário no banheiro masculino é também pensando nas novas formações familiares”, frisa Vanize.

Posto Ipê Amarelo
Com a reforma dos sanitários, o local passou a oferecer mais conforto aos frequentadores. Foto: DeFato

Sobre a lanchonete, Vanize destaca uma busca por tirar o rótulo de posto de caminhoneiros. “Antes a lanchonete era só para esses motoristas. Mas, o fluxo de carros pequenos aumentou e a gente sentiu a necessidade de ter uma lanchonete capaz atender, com a mesma qualidade, a caminhoneiros e famílias”.

Assim, o espaço agora oferece uma boa quantidade de lanches e refeições. Há um cardápio variado de salgados, sucos e refrigerantes. Mas, também foram mantidas as tradições como o feijão tropeiro que é servido em todas as terças e quintas-feiras. “Todos os caminhoneiros já sabem da tradição do tropeiro. Além disso, a lanchonete funciona 24 horas, mas com a pandemia o horário de funcionamento é das 11h às 23h”, completa Vanize.

Por fim, o posto Ipê Amarelo também tem um atendimento rápido. Tudo graças a uma bomba de alta vazão. A bomba antiga abastecia 50 litros por minuto. Então, para encher um tanque com capacidade de 300 a 400 litros, demorava muito. Essa era um reclamação constante dos caminhoneiros. Agora, com a bomba nova, é possível abastecer 150 litros por minuto, o que agilizou muito o atendimento.

Preços acessíveis

Mas, para Lúcio, o principal diferencial do posto Ipê Amarelo é o preço competitivo dos combustíveis. “Atualmente, o litro da gasolina é R$ 5,99. Os valores mais em conta também valem para o diesel. Se a gente for comparar com os preços praticadas dentro de Itabira, a diferença chega a R$ 0,50 por litro”, ressalta Lúcio.

Posto Ipê Amarelo
Os preços são acessíveis e competitivos. Foto: DeFato

Os bons preço vem acompanhados de mais uma vantagem: um programa de fidelidade. De acordo com o casal, eles já investem nele há dois anos e contam com seis mil clientes cadastrados no Ipê Fidelidade. E, para ter acesso a todas as vantagens oferecidas pelo programa, basta abastecer e realizar o cadastro. O cartão é gratuito.

“A pessoa pontua desde o primeiro abastecimento e depois troca por prêmios na lanchonete ou no restaurante Mendes Santos. Vale lembrar que 90% dos prêmios que os clientes procuram são produtos da própria loja, como jantar, banho e voucher de abastecimento. Cada litro de gasolina ou etanol equivale a um ponto. E a cada dois litros de diesel, a pessoa recebe um ponto no cartão”, explica Vanize.

Confira todas as novidades, em detalhes, do posto Ipê Amarelo na galeria no fim da matéria.

Posto Ipê Amarelo – ALE

Endereço: rodovia MG-129, km 39, bairro Chapada, Itabira/MG
Telefone: (31) 3839-9046
Redes sociais: Instagram e Facebook

MAIS NOTÍCIAS