Protesto contra Bolsonaro acontece tímido e com pouca adesão em Itabira

Manifestantes itabiranos caminharam pela avenida João Pinheiro munidos de faixas e cartazes

Protesto contra Bolsonaro acontece tímido e com pouca adesão em Itabira
Foto: Reprodução / Internet
O conteúdo continua após o anúncio


O sábado (19) foi marcado por diversos protestos contra o atual governo federal, em cidades de todos o país. Os manifestantes pediram, entre outras coisas, o impeachment do presidente Jair Bolsonaro e o vice-presidente Hamilton Mourão. Em Itabira, porém, a manifestação aconteceu de forma tímida e teve pouca adesão dos itabiranos.

Organizado e pacífico, o protesto começou às 9h, com a concentração dos participantes, ao lado da Rodoviária de Itabira. Depois, eles atravessaram a avenida João Pinheiro munidos de cartazes e faixas. A caminhada foi auxiliada por agentes da Transita e terminou na Praça Acrísio Alvarenga, onde alguns manifestantes discursaram.

As manifestações de hoje (19) foram organizadas pela militância de partidos, coletivos e outras organizações do campo de esquerda. Os eventos fazem parte de uma agenda de mobilizações nas ruas e entre as principais críticas ao atual governo estão as políticas públicas de prevenção à Covid-19.

Durante a manifestação em Itabira, foram distribuídas máscaras PFF2, as mesmas utilizadas pelos profissionais da saúde nos hospitais brasileiros. Além disso, os participantes respeitaram as medidas sanitárias de distanciamento social.

Os pouco mais de 50 participantes estavam acompanhados por um carro de som, que deu suporte para os manifestantes fazerem uso da palavra. Eles aproveitaram para tecer críticas a outras políticas públicas do governo Bolsonaro. Os temas mais recorrentes foram educação, meio ambiente, economia e eleições 2022.

Também não escaparam das palavras de ordem o governador Romeu Zema; o ministro da economia Paulo Guedes e a mineradora Vale.

Confira as fotos da manifestação local.

Galeria de Fotos

MAIS NOTÍCIAS