Representante do Papa Francisco visita Brumadinho e participa de seminário sobre a mineração

O Seminário “A mineração e o cuidado com a casa comum”,  presidido por dom Walmor Oliveira de Azevedo, reuniu representantes dos setores da sociedade para refletir sobre a missão da Igreja Católica na defesa da Casa Comum e seu necessário posicionamento para uma urgente revisão do modelo econômico extrativista. O evento, realizado nos dias 17 […]

Representante do Papa Francisco visita Brumadinho e participa de seminário sobre a mineração

O Seminário “A mineração e o cuidado com a casa comum”,  presidido por dom Walmor Oliveira de Azevedo, reuniu representantes dos setores da sociedade para refletir sobre a missão da Igreja Católica na defesa da Casa Comum e seu necessário posicionamento para uma urgente revisão do modelo econômico extrativista. O evento, realizado nos dias 17 e 18 de maio,  na PUC Minas,  teve como objetivo divulgar a posição da Igreja, a fim de orientar a opinião pública e apoiar as comunidades, grupos e movimentos que se dedicam à defesa dos territórios ameaçados,  além de apresentar ao Vaticano o impacto da tragédia sobre a população de Brumadinho e as contradições da mineração em Minas e no Brasil.

O Seminário foi organizado pela Arquidiocese de BH,Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e a Rede Igrejas e Mineração – uma plataforma ecumênica que integra diferentes Igrejas na América Latina, unidas na missão de amparar comunidades impactadas pela mineração,  a exemplo do ocorrido com as populações de Mariana, em 2015, e de Brumadinho, em janeiro de 2019. Hoje uma grande preocupação mobiliza todos em torno da comunidade do município de  Barão de Cocais, exposta ao risco do rompimento de mais uma barragem de mineração da Vale.

O arcebispo Walmor Oliveira de Azevedo, anunciou ainda que a CNBB pretende criar uma Comissão Episcopal para tratar de assuntos referentes ao meio ambiente e desenvolvimento, em especial a mineração, com foco no diálogo da Igreja com setores da sociedade, com o Poder Legislativo e outras instâncias.   A notícia foi recebida em grande otimismo por todos os presentes, e em particular,  pelo atual presidente do Grupo Trabalho de Mineração da CNBB, dom Sebastião Lima Duarte, que destacou a sensibilidade de dom Walmor no tratamento dessa questão.

O conteúdo continua após o anúncio

O monsenhor Bruno-Marie Duffé reafirmou o compromisso do Vaticano em permanecer no apoio às comunidades que defendem seus territórios, ao transmitir  a mensagem de solidariedade do Papa Francisco aos familiares das vítimas do rompimento da Barragem do Córrego do Feijão, em Brumadinho. Fez, também, severas críticas ao liberalismo que tem o dinheiro como prioridade, deixando as pessoas e a natureza em segundo plano, o que resulta em ocorrências como as tragédias em Mariana e Brumadinho.

*Com informações da Arquidiocese de Belo Horizonte

 

MAIS NOTÍCIAS