Risco de rompimento de barragem afeta eventos da Semana Santa em Barão de Cocais

Representante a Paróquia de São João Batista, em Barão de Cocais, sob supervisão da Arquidiocese de Mariana, o diácono José Apolinário confirma que, apesar do medo, a comunidade vai realizar as celebrações. “A previsão é de que tenha uma queda no número de participantes porque as notícias por aqui não são muito boas, mas ainda […]

Risco de rompimento de barragem afeta eventos da Semana Santa em Barão de Cocais
o Santuário de São João Batista

Representante a Paróquia de São João Batista, em Barão de Cocais, sob supervisão da Arquidiocese de Mariana, o diácono José Apolinário confirma que, apesar do medo, a comunidade vai realizar as celebrações. “A previsão é de que tenha uma queda no número de participantes porque as notícias por aqui não são muito boas, mas ainda assim vamos celebrar normalmente a Semana Santa”, diz.

Apolinário conta ainda que por precaução a igreja se reuniu com representantes da Defesa Civil e Polícia Militar para confirmar se fariam ou não o evento. “Eles liberaram as procissões porque as ruas já estão sinalizadas e se colocaram à disposição caso precisemos”, finalizou.

No entanto, a comunidade da Igreja Nossa Senhora Mãe Augusta do Socorro não terá a lembrança da Páscoa de Cristo este ano, uma vez que a região se encontra evacuada desde 8 de fevereiro, quando a sirene da Barragem Sul Superior da Mina de Gongo Soco tocou pela primeira vez. A paróquia de São Gonçalo, regida pela Arquidiocese de Itabira-Coronel Fabriciano, terá os eventos realizados de acordo com o previsto na programação.

Defesa Civil

O capitão Aquino, da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec), gravou um vídeo, divulgado no site da órgão nesta segunda-feira, falando sobre a segurança de localidades com tradição no turismo religioso, mas em alerta pelo risco de colapso de barragens.

“Como é de conhecimento da população, algumas barragens do Estado se encontram em emergência. Essa situação tem feito com que algumas pessoas fiquem em dúvida se algumas áreas são ou não seguras para turismo na próxima semana. Com isso é importante esclarecer que as regiões de: Ouro Preto (Centro Histórico), Inhotim (em Brumadinho) e o Mosteiro do Caraça (em Barão de Cocais), são áreas seguras, elas não estão inseridas em nenhuma área de risco das barragens em emergência, então se você está se programado para visitar um desses locais, pode ter a tranquilidade que essas áreas são seguras e as atividades de turismo podem ser realizadas sem nenhum problema. Aproveite o seu feriado em segurança”, disse o capitão.