Romeu Zema visita Barão de Cocais nesta quarta-feira

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), irá a Barão de Cocais nesta quarta-feira (5) para uma visita ao município. A chegada está prevista para às 15h e ainda não foi definido se haverá uma coletiva de imprensa. De acordo com o secretário de Comunicação da cidade, Marden Chaves, a cobrança pela presença do […]

Romeu Zema visita Barão de Cocais nesta quarta-feira

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), irá a Barão de Cocais nesta quarta-feira (5) para uma visita ao município. A chegada está prevista para às 15h e ainda não foi definido se haverá uma coletiva de imprensa. De acordo com o secretário de Comunicação da cidade, Marden Chaves, a cobrança pela presença do chefe do Executivo estadual estava sendo feita há bastante tempo. No município, a expectativa é grande para que seja feito um anúncio positivo por parte do governador.

Será a primeira vez que Zema visitará Barão de Cocais desde que a cidade passou a ser atormentada pelo risco de rompimento da Barragem Sul Superior, da Vale, em 8 de fevereiro. A Prefeitura espera a presença do governador  signifique a possibilidade de um auxílio financeiro do Estado à cidade, já que existe uma dívida de mais de 14 milhões a ser quitada pelo governo estadual com o município.

O Governo do Estado ainda prepara a programação de Zema durante a visita. Segundo a Assessoria de Comunicação do governador, mais detalhes sobre o encontro serão divulgados ainda no início desta tarde.

Mineração

Desde o dia 8 de fevereiro, moradores de Barão de Cocais vivem a sombra do risco iminente de rompimento da barragem Sul Superior, da Mina de Gongo Soco, pertencente à mineradora Vale. Em entrevista ao Grupo DeFato no dia 27 de maio, o prefeito Décio dos Santos afirmou que se sentia abandonado pelos governos do Estado e Federal. “Estamos lutando realmente sozinhos. A demanda da cidade em relação à saúde aumentou muito”, disse.

A situação no município se agravou depois que a mineradora Vale informou, no dia 14 de maio, que um talude na cava da mina de Gongo Soco estava se soltando. O temor, desde então, é de que a estrutura provoque vibrações que causem o rompimento da barragem Sul Superior, que está localizada a 1,5 km da mina. O talude tem se deslocado cada dia mais, chegando a 42 cm/dia. Uma parte dele, considerada “insignificante” pela Defesa Civil, se desprendeu na última semana, sem atingir a barragem.