São Gonçalo terá complexo de segurança que integra Bombeiro, PM e Defesa Civil

A construção de um complexo integrado de segurança pública para reunir Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Defesa Civil Municipal está em fase de projetos em São Gonçalo do Rio Abaixo. Os prédios serão construídos na avenida Contorno Oeste, que interliga a cidade à BR-381, bem próximo de onde será erguida a nova sede da […]

São Gonçalo terá complexo de segurança que integra Bombeiro, PM e Defesa Civil
Terreno onde será construído futuro Centro Administrativo de São Gonçalo do Rio Abaixo|Coordenador da Defesa Civil de São Gonçalo do Rio Abaixo

A construção de um complexo integrado de segurança pública para reunir Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Defesa Civil Municipal está em fase de projetos em São Gonçalo do Rio Abaixo. Os prédios serão construídos na avenida Contorno Oeste, que interliga a cidade à BR-381, bem próximo de onde será erguida a nova sede da prefeitura.

Os projetos são distintos, andam em velocidades diferentes, mas se complementam. De acordo com a equipe da Secretaria Municipal de Obras, a primeira construção a ficar pronta será o quartel da Polícia Militar. O projeto executivo da obra está aprovado, pronto para ser licitado e a expectativa do prefeito Antônio Carlos Noronha Bicalho é de entregar o imóvel à PM ainda este ano ou no início de 2020. O quartel terá 180 metros quadrados e custará cerca de R$ 1 milhão aos cofres municipais. Atualmente a, Polícia Militar se acomoda de maneira improvisada em uma casa alugada pela prefeitura, aquém das necessidades da corporação.

Corpo de Bombeiros

A construção da unidade do Corpo de Bombeiros é mais embrionária, mas está em discussão há cerca de dois anos. Neste mês, o projeto registrou avanço importante: o prefeito Antônio Carlos formalizou Protocolo de Intenções com o comandante do 11º Batalhão do Corpo de Bombeiros Militar, tenente-coronel Alexsandro Carlos de Oliveira Nunes.

Coordenador da Defesa Civil de São Gonçalo do Rio Abaixo, Sebastião Romualdo Pereira

Defesa Civil 

De acordo com o coordenador da Defesa Civil de São Gonçalo do Rio Abaixo, Sebastião Romualdo Pereira, que participa do desenrolar do projeto desde o início, há um interesse mútuo pela instalação do Corpo de Bombeiros no município. Os primeiros esboços do projeto contemplam uma sede robusta, com espaço para viaturas, ala de atendimento, torres de treinamentos e até piscina.

Conforme o chefe da Defesa Civil, que também terá espaço no complexo de segurança, alguns fatores contribuíram para a escolha de São Gonçalo como sede de uma unidade regional dos Bombeiros. O principal deles, o custo da obra, que será bancado pela Prefeitura – assim como no caso do quartel da PM. Há também outros quesitos preponderantes, como a proximidade com a BR-381, as barragens da mineração e as áreas densas de florestas frequentemente vítimas de queimadas em época de seca.

“Trabalhei na Polícia Civil e a gente sabe que o pior trecho da 381 é este entre São Gonçalo e João Monlevade. Há também agora o caso das barragens, então o prefeito já assinou uma carta de intenção explicitando para o Corpo de Bombeiros que o município tem interesse”, afirma Sebastião. Ainda não há definição de quanto a Prefeitura deve gastar na construção do quartel dos Bombeiros, mas estima-se que o valor seja superior a R$ 1 milhão.

Terreno onde será construído futuro Centro Administrativo de São Gonçalo do Rio Abaixo

Prefeitura nova

Perto do complexo de segurança e da rotatória entre as avenidas do Contorno Oeste e Central será construída também a nova sede da Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo. O Centro Administrativo será feito em pré-moldados de concreto e ocupará uma área de 8.000 metros quadrados. O prédio terá três pavimentos e acomodará todas as secretarias, atualmente espalhadas em casas alugadas. A expectativa é que as obras comecem ainda este ano.