Sobe para 26 o número de casos de sarampo em Minas

No balanço divulgado no último dia 11, eram 18 ocorrências confirmadas da doença

Sobe para 26 o número de casos de sarampo em Minas
Vacinação contra sarampo – Foto Gil Leonardi/ImprensaMG Arquivo

Desde o início de 2019 foram notificados 738 casos suspeitos de sarampo provenientes de 148 municípios no estado de Minas Gerais. Destes, 205 foram descartados, 507 estão em investigação e 26 casos foram confirmados.

Destes, 4 casos foram confirmados no primeiro trimestre do ano, sendo Belo Horizonte (2), Contagem (1) e Betim (1).

O conteúdo continua após o anúncio

E 22 casos foram confirmados nos últimos 90 dias, sendo Uberlândia (8), Juiz de Fora (3). Belo Horizonte (6), Betim (1), Itaúna (1), Pedralva (1), Uberlândia (1) e Unaí (1).

No balanço anterior, divulgado no dia 11, o Estado tinha 489 casos de sarampo provenientes de 135 municípios no estado de Minas Gerais. Destes, 183 foram descartados, 288 estão em investigação e 18 casos foram confirmados.

Ações de prevenção e controle do Sarampo no Estado de Minas Gerais:

  • Construção e divulgação do “Plano de Contingência para Resposta às Emergências em Saúde Pública: Sarampo”;
  • Instalação da Sala de Situação/Centro de Operações de Emergência em Saúde (COES) Estadual, com o objetivo de gerar informação de qualidade e em tempo oportuno, bem como fornecer respostas rápidas de forma intersetorial.
  • Operacionalização de uma sala de vacinação no Aeroporto de Confins, realizando vacinação seletiva durante 15 dias;
  • Vacinação seletiva na Cidade Administrativa do Estado de Minas Gerais (CAMG);
  • Publicação da Resolução SES/MG N. 6783, de 17 de julho de 2019, que institui incentivo financeiro para ações de intensificação da vacina tríplice viral nos municípios do Estado;
  • Emissão de inúmeros Alertas para os profissionais de saúde sobre a doença e locais com surtos ativos;
  • Atualização do hotsite pela Assessoria de Comunicação Social (disponível em: www.saude.mg.gov.br/sarampo)
  • Elaboração de Boletim Epidemiológico semanal;
  • Elaboração de Memorando com orientações sobre intensificação vacinal principalmente nas GRS/SRS que fazem divisa com o estado de São Paulo.
  • Elaboração de Memorando com orientações sobre a conduta vacinal em menores de 1 ano;
  • Realização de videoconferências com as Unidades Regionais de Saúde;
  • Intensificação de mídia e ações de mobilização social;
  • Interface direta com a Fundação Ezequiel Dias (FUNED-MG), iniciando a realização do exame PCR em tempo real (exames laboratoriais mais sensíveis, específicos e rápidos);
  • Elaboração e divulgação do “Fluxograma de Atendimento aos Casos Suspeitos de Sarampo”;
  • Definição de serviços de saúde referência no Estado para pediatria e adultos.