Unidades Básicas de Saúde assumem atendimento de casos suspeitos da Covid em Monlevade

Mudança ocorre a partir do dia 1º de dezembro

Unidades Básicas de Saúde assumem atendimento de casos suspeitos da Covid em Monlevade
Foto: Divulgação PMJM

A partir do dia 1º de dezembro, as Unidades Básicas de Saúde (UBS) de João Monlevade vão atender aos pacientes com suspeita da Covid-19, absorvendo a demanda do Centro de Atendimento da Covid-19. Para atender os pacientes, os profissionais das UBS do município passaram por treinamento.

Com a mudança, o Centro de Atendimento da Covid-19 será desmobilizado no dia 30 de novembro. Após a alteração, o paciente com suspeita de coronavírus deverá procurar a UBS onde ele está cadastrado, ou aquela mais próxima da sua residência para ser atendido.

O atendimento nas UBSs seguirá os mesmos protocolos do Centro de Atendimento de Covid-19, ou seja, os pacientes com suspeita da doença passarão por uma triagem, realizada por um enfermeiro da unidade.

Como proceder?

Se o profissional constatar que realmente trata-se de um caso suspeito da doença, será feito o pedido de teste e o paciente será notificado para seguir o isolamento, junto com os familiares. Em seguida, ele será encaminhado para atendimento médico. O médico da unidade é quem vai avaliar as necessidades do paciente.

O teste da Covid-19 será feito após o pedido do enfermeiro ou do médico. Com o pedido em mãos, o paciente deverá procurar o Laboratório Municipal, localizado no térreo da Secretaria Municipal de Saúde (antigo PA), na avenida Getúlio Vargas, no bairro Belmonte, exclusivamente no horário de 13h as 16h.

A Secretária Municipal de Saúde, Raquel de Souza Paiva Drumond, explicou que o novo modelo de atendimento não é uma exclusividade de João Monlevade.

Nem todos os municípios utilizaram o atendimento centralizado e aqueles que adotaram esse modelo, diante do atual cenário da Covid-19, também estão desmobilizando suas centrais, encaminhando os pacientes para as UBSs”, afirmou.

Raquel Drumond argumentou que devido ao avanço da vacinação e a queda dos casos de coronavírus, não justifica concentrar o atendimento em um só local.  “O atendimento às pessoas com suspeita da Covid-19 vai continuar funcionando da mesma forma, porém,  será realizado nas UBSs”, finalizou.

MAIS NOTÍCIAS