Urgente: Itabira chega a 300 mortes por coronavírus

Município, que havia fechado 2020 com 44 óbitos, chegou à triste marca nesta quinta-feira

Urgente: Itabira chega a 300 mortes por coronavírus
Foto: Acervo/DeFato
O conteúdo continua após o anúncio


Nesta quinta-feira (29), Itabira atingiu a triste marca de 300 mortos pelo coronavírus. A nova vítima é uma mulher, de 64 anos, que estava internada no Hospital Nossa Senhora das Dores (HNSD) desde o dia 30 de março. Ela, que possuía comorbidades, faleceu hoje.

Além disso, com 55 novos registros da doença nas últimas 24 horas, o município atingiu a marca de 16.488 casos positivos desde o início da pandemia. Após fechar 2020 com 44 mortes, Itabira registrou uma impressionante alta de mortes decorrentes do vírus nos primeiros quatro meses deste ano. Foram 256 novas vítimas neste período, uma média de 64 mortes a cada mês.

Para se ter uma ideia, março de 2021, marcado como o ápice da pandemia em todo território nacional, bateu recorde como o mês mais mortal de Itabira desde 2015. Foram 135 óbitos por causas gerais registrados nos cartórios da cidade. E o coronavírus, direta ou indiretamente, foi um dos principais fatores para este número.

O alento em meio a tantas notícias ruins é o nível de ocupação dos leitos destinados à Covid-19 na cidade. Nesta quinta, os leitos UTI registram uma ocupação de 58%, enquanto os de enfermaria são ainda mais baixos: 27%. São 44 pacientes (22 em UTI, 22 em enfermaria) que contraíram a doença internados em centros hospitalares itabiranos.

Ainda constam 13 itabiranos hospitalizados em outros municípios e 304 cumprindo isolamento domiciliar. Até aqui, 15.824 pessoas se recuperaram da contaminação pelo coronavírus em Itabira.

Onda vermelha

Desde o último domingo (25), a Prefeitura de Itabira, em decisão própria, optou por migrar para a onda vermelha do protocolo estadual de enfrentamento à Covid-19. Em um comunicado enviado à imprensa, a assessoria de comunicação da Prefeitura de Itabira afirmou que a mudança de onda é favorecida pela melhoria nos índices da pandemia na cidade.

Segundo o Executivo Municipal, o Rt (ritmo de transmissão), que era de 1,27 em 8 de março, caiu para 0,83 na quinta-feira passada (22), o menor índice já apurado em 2021. Isso significa que um grupo de 100 pessoas pode infectar até 83 pessoas, o que representa a desaceleração da pandemia.

MAIS NOTÍCIAS