Vereador de Itabira pede moção de aplauso para prefeito de Conceição do Mato Dentro

André Viana propôs ainda uma moção de repúdio ao diretor de Relações Institucionais da Vale, Luiz Eduardo Osório, por frase dita durante evento da Amig na semana passada

Vereador de Itabira pede moção de aplauso para prefeito de Conceição do Mato Dentro
Além de vereador, André Viana é presidente do Sindicato Metabase de Itabira – Foto: Thamires Lopes/DeFato

O vereador de Itabira, André Viana Madeira (Podemos) pediu uma moção de aplauso para o prefeito de Conceição do Mato Dentro, José Fernando Aparecido de Oliveira (MDB). O pedido verbal foi feito durante a reunião da Câmara Municipal, realizada nesta terça-feira (3).

André Viana teceu elogios a José Fernando, a quem chamou de “prefeito voluntário de Itabira”. O chefe do Executivo da cidade vizinha questionou o papel da Vale em Itabira no cenário pós-mineração durante III Encontro Nacional dos Municípios Mineradores, promovido pela Amig, em Belo Horizonte na semana passada.

“Ele levantou a voz para defender um município que não é dele. Não sei qual a ligação dele com Itabira, se tem parentes ou amigos, mas é uma relação muito respeitosa. Ele foi efusivo e cobrou efusivamente”, declarou André Viana que é também presidente do Sindicato Metabase de Itabira.

Prefeito de Conceição do Mato Dentro, José Fernando, “cutucou” a Vale sobre a situação de Itabira durante evento da Amig – Foto: Rodrigo Andrade/DeFato

Com seu município em um momento exatamente inverso ao cenário itabirano, o prefeito conceicionense se mostrou preocupado com os impactos da exaustão mineral para todo o estado de Minas Gerais e quis saber do diretor de Relações Institucionais da Vale, Luiz Eduardo Osório, como a empresa tem acompanhado esse momento de transição da cidade-berço da companhia.

O conteúdo continua após o anúncio

Luiz Osório respondeu que tem tido encontros com o governo de Itabira, através do prefeito Ronaldo Magalhães (PTB), e que toda ação da Vale será norteada por escolhas do próprio município. Segundo defendeu, cabe somente à cidade definir qual será o seu perfil pós-mineração.

“A Vale não vai fugir da responsabilidade de auxiliar o município nessa jornada. É uma responsabilidade que a companhia tem”, disse Luiz Osório.

Diretor de Relações Institucionais da Vale, Luiz Eduardo Osório – Foto: Rodrigo Andrade/DeFato

Para André Viana, a frase dita pelo executivo da Vale foi “no mínimo infeliz” e, por isso, a ele o vereador pediu uma moção de repúdio.

“Eu nunca vi esse diretor em Itabira, não sei se ele já esteve aqui e conhece a realidade crucificante do município. Então, achei deplorável e desrespeitosa pelo nível do evento. Nós estamos pós um crime ambiental de proporções gigantesca, em um ano difícil para a mineração, com o município sofrendo com o cercamento de barragens bombas. Mas aí esse diretor vai em um evento da Associação dos Municípios Mineradores e chega para dar um tapa na cara do município que deu útero e berço para a Vale no mundo”, disparou o vereador itabirano.

As moções de repúdio e aplauso devem ser formalizadas na próxima semana, quando serão votadas pelos legisladores itabiranos. O vereador Luciano Sobrinho (PRTB) manifestou interesse em assinar os documentos junto com André Viana.

MAIS NOTÍCIAS