Vereador Sidney do Salão cobra maior oferta de ônibus em Itabira

O parlamentar, ao fazer uso da tribuna da Câmara de Itabira, também defendeu a revisão do contrato de concessão do transporte público na cidade

Vereador Sidney do Salão cobra maior oferta de ônibus em Itabira
Foto: Gustavo Linhares/DeFato
O conteúdo continua após o anúncio


O vereador Sidney Marques Vitalino Guimarães “Sidney do Salão” (PTB) utilizou a tribuna da Câmara Municipal de Itabira para cobrar da Transporte Cisne — responsável pelos coletivos urbanos da cidade — maior oferta de ônibus e disponibilidade de horários para atender à população itabirana. As declarações foram dadas na última sessão legislativa, realizada na terça-feira (27).

“Recebi em minhas redes sociais vários relatos de falta de ônibus nos bairros, pouca disponibilidade de horários e carros circulando lotados. Depois desse movimento, tivemos um retorno [da Transporte Cisne] afirmando que o retorno de alguns horários e até mesmo adequações em algumas linhas. Consideramos isso uma vitória importante e comunicamos à comunidade em nossas redes sociais. Fomos às ruas, mas, infelizmente, ouvimos da população as mesmas reclamações e as mudanças anunciadas pela Cisne não foram percebidas pelos itabiranos”, afirmou Sidney do Salão.

O vereador, que realizou enquetes nas mídias sociais e fez um corpo a corpo com usuários do transporte público, relatou que as principais reclamações são sobre longas esperas nos pontos de ônibus, falta de maior disponibilidade de horários, carros lotados — principalmente nos horários de pico — e descaso com a população que depende dos coletivos. “A população está cansada, desacreditada em ter melhoras ou soluções de problemas que a muito tempo são relatados na cidade. O povo não aguenta mais”, destacou Sidney do Salão.

“Uma senhora me contou que ela faz tratamento oncológico e precisa sair de casa 3h antes da consulta porque depois não tem horário, já que o ônibus para de circular às 13h e, depois, só retorna às 17h. Sem falar do horário da noite, em que alguns carros circulam até às 20h e depois não voltam mais”, exemplificou Sidney do Salão”.

Para ampliar o debate e buscar soluções para essas reclamações, o parlamentar disse que solicitou à Prefeitura de Itabira um cópia do contrato de concessão do transporte público da cidade — concedido à Cisne por um período de 15 anos, mas com possibilidade de ser renovado por outros dez anos. O objetivo do vereador é verificar se tudo o que foi acordado entre o Município e a empresa está sendo cumprido, caso contrário pode solicitar o cancelamento do contrato ou a realização de uma nova licitação para o serviço.

O contrato de concessão do transporte público para a Cisne termina em 2023. Porém, cabe ao prefeito Marco Antônio Lage (PSB) avaliar a possibilidade de renovar essa prestação de serviço por mais dez anos. “Ela ganhou e tem que cumprir tudo o que está estabelecido no contrato. Eu vou cobrar enquanto ela prestar esse serviço. A população tem que ser ouvida e merece respeito”, finalizou Sidney do Salão.

MAIS NOTÍCIAS