Ampliação dos horários de ônibus em Itabira depende da demanda, diz diretor de transporte da Transita

Situação tem gerado muita queixa entre os itabiranos há alguns meses

Ampliação dos horários de ônibus em Itabira depende da demanda, diz diretor de transporte da Transita
Foto: Victor Eduardo/DeFato Online
O conteúdo continua após o anúncio


Em uma reunião ordinária realizada ontem (18) pelo Conselho Municipal de Transporte e Trânsito de Itabira, vários temas relativos ao transporte público itabirano foram discutidos. Além de enfatizar a criação de obras de mobilidade urbana na cidade e a adesão da Transita ao aplicativo Pare Azul, o conselho abordou a redução dos horários de ônibus no município.

Embora o comércio de Itabira esteja em horário convencional desde agosto, a Cisne, responsável pelo transporte público na região, não retornou com os horários normais. A justificativa é de que o transporte coletivo teve uma queda considerável no números de passageiros. Após uma matéria feita pela DeFato Online em setembro, até foram criados novos horários, mas vários carros continuam parados. Os gráficos apresentados pelo conselho na reunião de ontem apontam uma queda brusca de 2019 para 2020, tanto no número de usuários, quanto no de viagens.

E o mês que melhor representa este contraste é abril. Em 2019, por exemplo, foram ofertadas 20.000 viagens neste mês específico, enquanto 2020 registrou 10.000 viagens, ou seja, metade do percentual. O número de passageiros, segundo o gráfico, também caiu drasticamente. No ano passado, pouco mais de 600.000 itabiranos utilizaram o transporte público da cidade em abril. Neste ano, no mesmo mês, foram pouco mais de 100.000, uma queda de 73,91% entre um ano e outro.

O conteúdo continua após o anúncio

Desde o início da pandemia, o mês que mais se aproximou da “normalidade” foi outubro. Neste período de 2019, a Cisne realizou quase 20.000 viagens, caindo para pouco mais de 10.000 no ano seguinte, uma queda percentual de 39,75% entre um ano e outro. Já em relação ao número de passageiros, outubro de 2019 registrou quase 600.000, 51,92% a mais do que 2020, que viu quase 300.000 itabiranos utilizarem o transporte público no mesmo mês.

ônibus
Foto: Transita/Divulgação
ônibus
Foto: Transita/Divulgação

Presidente do conselho e diretor de transporte da Superintendência de Transportes e Trânsito de Itabira (Transita), Estevam José diz que a ampliação dos horários depende, exclusivamente, da demanda atual no município.

“Acompanhamos gradativamente e aumentamos os horários de acordo com a demanda. Recentemente, ampliamos horários que possuíam uma diferença grande, como a linha do São Cristóvão, que tinha horário 11h e depois só às 17h. Então vamos ajustando dessa forma, até atingir a totalidade. Continuamos acompanhando de perto toda a demanda e defasagem para atendermos de acordo com a necessidade da população”, diz.

Estevam ainda explicou que houve algumas flexibilizações nos últimos meses. Antes, eram permitidos até 10 passageiros em pé em cada ônibus, mas este número subiu para 18. Além disso, foram acrescentadas algumas rotas em determinadas linhas. O ônibus do Bela Vista, por exemplo, também está passando por ruas do bairro Santa Mara para atender moradores desta região.

MAIS NOTÍCIAS