Câmara de Itabira autoriza município a aderir ao projeto ONU Mulheres

Prefeitura de Itabira, em parceria com a ONU Mulheres, lança na próxima quinta-feira (15) a plataforma Cidade 50-50: todos e todas pela igualdade

Câmara de Itabira autoriza município a aderir ao projeto ONU Mulheres
Foto: Thamires Lopes/DeFato Online

A Câmara de Itabira aprovou nesta terça-feira (13) projeto de lei que autoriza a inclusão da ONU Mulheres, entidade das Nações Unidas, na relação de instituições que recebem repasses financeiros do município. A matéria foi votada em segundo turno e recebeu votos contrários apenas dos vereadores André Viana Madeira (Podemos) e Weverton Leandro dos Santos Andrade “Vetão” (PSB).

O projeto será desenvolvido ao longo de dois anos, com o custo de R$ 694.374,66. O programa vai atuar na geração de emprego e renda, governança e planejamento, empoderamento econômico, participação política, enfrentamento à violência contra a mulher, educação inclusiva e saúde.

+ Juíza e delegada defendem inclusão de Itabira no programa ONU Mulheres

O conteúdo continua após o anúncio

+ Em um ano, 372 mulheres pediram proteção judicial contra seus companheiros em Itabira

Em um plano de ação proposto pela ONU Mulheres há 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS); o quinto está relacionado à igualdade de gênero. Na próxima quinta-feira (15) a Prefeitura de Itabira, em parceria com a ONU Mulheres, fará o lançamento da plataforma Cidade 50-50: todos e todas pela igualdade.

A programação é voltada a mulheres, homens, sociedade civil, governos, empresas, escolas, universidades e entidades afins. A meta é que a cidade tenha, até 2030, as mesmas oportunidades, condições e direitos que os homens, hoje maioria nos cargos públicos e ainda donos dos melhores salários.

MAIS NOTÍCIAS