Carlos Carneiro assume presidência do Conselho Deliberativo do Valério

Filho de um dos fundadores do Dragão, farmacêutico e ex-radialista passará a terceira vez pelo cargo

Carlos Carneiro assume presidência do Conselho Deliberativo do Valério
Carlos Carneiro pediu ajuda aos demais conselheiros – Foto: Rodrigo Andrade/DeFato

Carlos Roberto Carneiro Martins é o novo presidente do Conselho Deliberativo do Valério. Filho de um dos fundadores do clube, em 1942, o farmacêutico e ex-radialista assumirá o cargo pela terceira vez na história. No discurso de posse, na noite desta quarta-feira (11), ele pediu ajuda aos demais conselheiros para que consigam reerguer o Dragão.

Carlos Carneiro é filho de Roberto Martins da Costa, um dos 27 fundadores do Valério, na época em que o clube ainda pertencia à então Companhia Vale do Rio Doce. Cresceu dentro do clube e já presidiu o Conselho Deliberativo na época em que os dirigentes eram indicados pela própria mineradora.

A eleição da nova diretoria do Conselho Deliberativo ocorreu por aclamação, logo após a posse dos 20 conselheiros efetivos e dos 20 suplentes. Aldair Alves Ferreira será o vice-presidente e Antônio Lino de Oliveira Filho o secretário. Toda o grupo assume para os próximos três anos.

O novo conselho foi montado de maneira extraordinária. O antigo grupo, que assumiu no fim do ano passado, foi dissolvido por indícios de irregularidades. Vários dos conselheiros foram mantidos, mas uma parcela se renovou.

Conselheiros do Valério tomaram posse nesta quarta (11) – Foto: Rodrigo Andrade/DeFato

União

Em seu discurso logo após a posse, Carlos Carneiro pediu união aos conselheiros do Valério. Emocionado, disse que relutou inicialmente em assumir o cargo, mas que aceitou por toda história que tem no clube. Ainda assim, afirmou que nada disso fará sentido se não houver engajamento dos demais.

“Tomar posse como conselheiro é fácil, difícil é ser atuante. Não adianta uma mesa diretora atuante se não houver apoio. Nós temos que ter ajuda, sozinho ninguém faz nada”, comentou o dirigente, que ainda disse que espera conseguir recuperar associados para o Valério.

O discurso de união também esteve presente na fala do presidente executivo do Valério, Pedro Fortunato dos Santos. A exemplo do que já havia feito na noite em que foi eleito, o empresário voltou a pedir ajuda aos conselheiros para conseguir tirar o Valério do atoleiro.

“Assim como fizeram os 27 fundadores do Valério, lá em 1942, agora é a nossa vez de reescrever a história do clube. E eu, sinceramente, não sei qual o desafio é maior. Mas, se todos nós nos unirmos, se a cidade se unir em torno do projeto, tenho certeza que isso será café pequeno. Só que sem vocês eu não consigo”, disse Fortunato.

Galeria de Fotos