Carlos Carneiro assume presidência do Conselho Deliberativo do Valério

Filho de um dos fundadores do Dragão, farmacêutico e ex-radialista passará a terceira vez pelo cargo

Carlos Carneiro assume presidência do Conselho Deliberativo do Valério
Carlos Carneiro pediu ajuda aos demais conselheiros – Foto: Rodrigo Andrade/DeFato

Carlos Roberto Carneiro Martins é o novo presidente do Conselho Deliberativo do Valério. Filho de um dos fundadores do clube, em 1942, o farmacêutico e ex-radialista assumirá o cargo pela terceira vez na história. No discurso de posse, na noite desta quarta-feira (11), ele pediu ajuda aos demais conselheiros para que consigam reerguer o Dragão.

Carlos Carneiro é filho de Roberto Martins da Costa, um dos 27 fundadores do Valério, na época em que o clube ainda pertencia à então Companhia Vale do Rio Doce. Cresceu dentro do clube e já presidiu o Conselho Deliberativo na época em que os dirigentes eram indicados pela própria mineradora.

A eleição da nova diretoria do Conselho Deliberativo ocorreu por aclamação, logo após a posse dos 20 conselheiros efetivos e dos 20 suplentes. Aldair Alves Ferreira será o vice-presidente e Antônio Lino de Oliveira Filho o secretário. Toda o grupo assume para os próximos três anos.

O novo conselho foi montado de maneira extraordinária. O antigo grupo, que assumiu no fim do ano passado, foi dissolvido por indícios de irregularidades. Vários dos conselheiros foram mantidos, mas uma parcela se renovou.

O conteúdo continua após o anúncio
Conselheiros do Valério tomaram posse nesta quarta (11) – Foto: Rodrigo Andrade/DeFato

União

Em seu discurso logo após a posse, Carlos Carneiro pediu união aos conselheiros do Valério. Emocionado, disse que relutou inicialmente em assumir o cargo, mas que aceitou por toda história que tem no clube. Ainda assim, afirmou que nada disso fará sentido se não houver engajamento dos demais.

“Tomar posse como conselheiro é fácil, difícil é ser atuante. Não adianta uma mesa diretora atuante se não houver apoio. Nós temos que ter ajuda, sozinho ninguém faz nada”, comentou o dirigente, que ainda disse que espera conseguir recuperar associados para o Valério.

O discurso de união também esteve presente na fala do presidente executivo do Valério, Pedro Fortunato dos Santos. A exemplo do que já havia feito na noite em que foi eleito, o empresário voltou a pedir ajuda aos conselheiros para conseguir tirar o Valério do atoleiro.

“Assim como fizeram os 27 fundadores do Valério, lá em 1942, agora é a nossa vez de reescrever a história do clube. E eu, sinceramente, não sei qual o desafio é maior. Mas, se todos nós nos unirmos, se a cidade se unir em torno do projeto, tenho certeza que isso será café pequeno. Só que sem vocês eu não consigo”, disse Fortunato.

Galeria de Fotos

MAIS NOTÍCIAS