Valério convoca eleições para novo Conselho após indícios de irregularidades

Também está anulada a eleição do presidente executivo do clube, Pedro Fortunado, que deverá ser reconduzido ao cargo após as novas definições

Valério convoca eleições para novo Conselho após indícios de irregularidades
Conselho Deliberativo que elegeu nova diretoria estaria irregular – Foto: Rodrigo Andrade/DeFato

O Valério continua a viver dias turbulentos. Mesmo depois da eleição do novo presidente executivo, Pedro Fortunato dos Santos, não cessaram os problemas administrativos do clube. O último imbróglio está relacionado ao Conselho Deliberativo. Há indícios de irregularidades na formação do grupo, o que levou a atual diretoria a convocar novas eleições.

Na noite em que foi eleito, Pedro Fortunato foi questionado por repórteres sobre uma investigação por parte do Ministério Público a respeito da eleição do Conselho Deliberativo que o havia conduzido à presidência executiva. Naquela oportunidade, o novo mandatário respondeu que a informação era uma novidade para ele até então, mas que se aprofundaria na questão para saber se realmente existia a hipótese de irregularidades.

Cerca de um mês e meio depois, já com as primeiras medidas da nova diretoria em curso, o presidente optou por determinar as novas eleições do Conselho Deliberativo. Segundo ele, os indícios realmente existem, sendo que o principal ponto é o período em que não há convocação de assembleia para eleição do grupo. “O estatuto do clube determina convocação de eleições de três em três anos. Se não me engano, há 12 anos não há uma convocação de assembleia nesse sentido”, comentou Fortunato.

Outro ponto questionado é a presença de conselheiros inadimplentes com o clube, o que é proibido pelo estatuto. Sobre isso, no entanto, Pedro afirmou que os membros do grupo nessa condição fizeram “permutas” com o Valério, ou seja, trocaram os valores das mensalidades por prestação de serviços à agremiação, inclusive repasses financeiros diretos.

O conteúdo continua após o anúncio

“De toda forma, eu não poderia continuar na presidência com a possibilidade de não ter um respaldo legal. O Valério precisa de decisões administrativas sérias, renegociações de dívidas e vários acordos muito importantes e não pode correr o risco de ter tudo questionado posteriormente, defende Pedro Fortunato.

Convocação

O sócio João Mario de Brito está a frente do processo de coleta de assinaturas de sócios para que a assembleia de eleição para o novo conselho ocorra. Ele reuniu 70 assinaturas e já convocou os 345 associados em situação adimplente para o processo de escolha do grupo deliberativo, marcado para às 17 horas do dia 1º de setembro. Serão eleitos 20 membros efetivos e 20 suplentes.

A inscrição de chapas pode ser feita até o dia 21 de agosto, na secretaria do Valério, entre 10h e 18h. O grupo vencedor tomará posse no dia 4 de setembro, quando também ocorrerá a eleição para a Mesa Diretora do Conselho Deliberativo.

Um segundo item da pauta do dia 1º é confirmar a manutenção de Pedro Fortunato como presidente e Edson Taveira como vice até 31 de outubro, de maneira interina. Depois dessa data, o clube fará novas eleições executivas.

“Se a assembleia aprovar, o Pedro fica interino até 31 de outubro. Em outubro, o novo Conselho elegerá presidente e vice executivos para o próximo triênio. Sobre o conselho, todos sócios quites com o clube poderão registrar chapa. Antes de qualquer decisão, necessitamos eleger uma boa Mesa Diretora para o Conselho Deliberativo”, comentou João Mário de Brito.

MAIS NOTÍCIAS