Caso MC Kevin: celulares apreendidos e possível traição

Polícia Civil do Rio de Janeiro traça linha do tempo, interroga esposa e amigos, tem acesso a vídeos e recolhe celulares

Caso MC Kevin: celulares apreendidos e possível traição
Kevin e a esposa em viagem a Dubai. Foto: Reprodução / Instagram

Os ânimos andam exaltados no que diz respeito às investigações da morte do funkeiro MC Kevin. O cantor caiu da varanda de um quarto no 5º andar de um hotel, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Ele estava hospedado no local com a esposa, alguns amigos e sua equipe de produção.

A Polícia Civil do Rio de Janeiro vem se  dedicado a descobrir o causou a queda do cantor. Nessa terça-feira (18), a Polícia Militar informou que MC Kevin caiu entre o vão do prédio do hotel e a área da piscina. Uma das linhas de investigação é se ele tentava pular da sacada em direção à piscina. Outra hipótese investigada pela Polícia Civil é que ele tenha tentado passar para o quarto de baixo, pela varanda, e acabou caindo.

Equipes da 16ª Delegacia de Polícia Civil foram até o local fazer diligências na piscina e nos quartos em que ele e sua comitiva estavam hospedados. O objetivo era realizar perícias, encontrar possíveis testemunhas e esclarecer os fatos relacionados à morte do cantor.

Dois depoimentos

A viúva de MC Kevin, a advogada criminal Deolane Bezerra, foi à delegacia no fim da manhã desta segunda (17) para prestar seu segundo depoimento sobre a morte do marido. Deolane já tinha sido ouvida pela polícia na madrugada, assim como amigos e a equipe de produção.

Ainda na segunda, policiais precisaram apartar uma confusão entre o padrasto de MC Kevin – chamado para identificar o corpo – e amigos do cantor. A briga aconteceu na porta da delegacia, onde todos estavam para prestar depoimento.

Exame toxicológico

O delegado que comanda a investigação, Henrique Damasceno, solicitou a profissionais do Instituto Médico-Legal (IML) que seja realizado um exame toxicológico no corpo do cantor Kevin.

Embora estivesse hospedado com a esposa no quarto 1302 do estabelecimento, o cantor teria ido à suíte 502, onde estavam os amigos. Foi de lá que ele caiu. Há uma estimativa de que ele tenha despencado de uma altura de cerca de 15 metros.

Até agora, ao menos seis pessoas já prestaram depoimento. Algumas das testemunhas citaram que Kevin ingeriu drogas e bebida alcoólica durante o fim de semana. O exame de necropsia do corpo do funkeiro indicou que a causa da morte foi trauma craniano provocado por ação contundente.

Sexo na varanda

A Polícia Civil apreendeu os telefones celulares de Bianca Domingues e de Victor Elias Fontenelle. Os dois estavam com o funkeiro no quarto 502 no momento do acidente. Foram apreendidos também os celulares do cantor, de sua esposa e de outro amigo do funkeiro. No total, cinco aparelhos estão com a polícia.

Segundo os depoimentos, o artista estava passeando no calçadão com o amigo quando os dois conheceram a modelo fitness Bianca em um quiosque e a levaram para a suíte. O objetivo da polícia ao apreender os aparelhos é apurar se o conteúdo dos celulares corrobora a versão apresentada pelos jovens na delegacia.

Ainda de acordo com os depoimentos prestados por Bianca e Victor, os três mantiveram relações sexuais até que, pouco antes das 19h, MC Kevin teria ficado receoso sobre uma possível chegada de sua mulher. O funkeiro, então, teria tentado pular, pela varanda, para o apartamento abaixo.

MAIS NOTÍCIAS