Defesa Civil de Barão de Cocais orienta a evacuação dos moradores da região de Laranjeiras

Órgão participou da reunião comandada pelo tenente-coronel Flávio Godinho para definir o plano de ação da evacuação dos moradores

Foto: DeFato

Desde a última quarta-feira (18), a Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (COMPDEC), de Barão de Cocais, vem atuando em conjunto com a Defesa Civil do Estado e a Defesa Civil Municipal de São Gonçalo do Rio Abaixo para resguardar a vida das famílias residentes da região de Laranjeiras.  Na tarde hoje (20), as autoridades das Defesas Civis, Prefeitura de Barão de Cocais, Polícia Militar, Ministério Público de Minas Gerais se reuniram no Posto de Comando, localizado na Universidade Aberta do Brasil (UAB), para discutirem o plano de ação que será executado para a evacuação dos moradores da comunidade.

Segundo o coordenador da Defesa Civil Municipal, Hernani Duarte, o órgão vem acompanhando de perto as ações da Vale. Essas ações são realizadas em conjunto, mas cada um atuando conforme as suas responsabilidades. O trabalho iniciou após a Vale comunicar a necessidade da elevação do nível da barragem Norte/Laranjeiras para o nível 2, devido a uma trinca a jusante, na ombreira esquerda da estrutura. Há um ano a empresa vem realizando os estudos na barragem, porém ainda não foram finalizados.

“Fomos avisados na quarta-feira, 18 de novembro, e estaremos trabalhando no caso até que não seja mais necessário”, informa.

Os órgãos municipais e estadual continuarão as visitas das famílias da Zona de Autossalvamento (ZAS) neste sábado (20) e domingo (21), apresentando a situação atual que consiste na necessidade de evacuação, a importância desse procedimento e explicando o motivo da elevação do nível de risco da barragem Norte/Laranjeiras.

Além disso, a Defesa Civil Municipal também deverá emitir um relatório de vistoria das residências após a evacuação e o relatório de acompanhamento das novas moradias que as famílias serão levadas para verificar se o local não pertence a alguma área de risco.

O conteúdo continua após o anúncio

“A gente tem que ter esse cuidado. A Assistência Social do município também vai estar acompanhando de perto como essas pessoas estarão sendo recebidas”, conta coordenador da Defesa Civil de Barão de Cocais.

De acordo com Hernani Duarte, a evacuação será realizada de forma programada e gradativa, e não acontecerá da mesma forma que ocorreu com a comunidade do Socorro, já que a barragem Norte/Laranjeiras, foi elevada a nível 2 e não a nível 3 de emergência.

“A empresa vai estar apresentando esses locais para onde essas pessoas poderão ir, elas vão estar escolhendo e analisando isso em conjunto. Os moradores vão ser retirados da comunidade e já levados para essa residência até que a comunidade esteja liberada novamente”, diz Hernani Duarte.

Na próxima semana, de 23 a 28 de novembro, será apresentado às famílias as opções para a escolha das novas residências. A partir desta medida, as realocações acontecerão conforme as famílias forem optando pelas moradias. O prazo para a conclusão das realocações é até o dia 18 de dezembro.

Prevenção ao coronavírus

Ainda, de acordo com informações repassadas pelo tenente-coronel Flávio Godinho, a Vale prestará suporte a Defesa Civil no atendimento às orientações de prevenção ao coronavírus (Covid-19), protegendo as equipes e os moradores com todas as medidas recomendadas pelo Ministério da Saúde. Será disponibilizada triagem médica na abordagem individual a cada núcleo familiar, além da disponibilização de kits de higienização e de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). Outra medida preventiva é a realização do transporte com apenas 50% de ocupação.

MAIS NOTÍCIAS