Donos de academias em Itabira buscam apoio de vereadores para reabrirem

Empresários se comprometeram a seguir medidas de segurança recomendadas pela Associação Brasileira de Academias (Acad)

Donos de academias em Itabira buscam apoio de vereadores para reabrirem
Foto: Acom/CMI

Há 69 dias as academias em Itabira estão de portas fechadas. Na tarde desta terça-feira (2), empresários do segmento foram à Câmara de Vereadores buscar apoio para que possam reabrir os estabelecimentos. O pedido se baseia no decreto federal que considera academias como serviços essenciais durante a pandemia do novo coronavírus.

“Estamos impedidos de funcionar, até a presente data, há 69 dias e precisamos ressaltar o impacto negativo na economia do município e empreendimentos do setor de academias. O único meio de produção de renda nosso é por venda e recebimento das mensalidades com a respectiva prestação de serviço, ao contrário de outros setores. Estamos com faturamento, nesse período de paralisação, próximo à zero, resultando em baixíssima arrecadação de impostos e risco real de demissões e até mesmo a extinção de empresas”, diz carta entregue pelos donos de academias ao presidente da Câmara de Vereadores, Heraldo Noronha Rodrigues (PTB).

Medidas de segurança 

A proposta de reabertura, segundo os empresários, seguirá as medidas de segurança recomendadas pela Associação Brasileira de Academias (Acad). Álcool em gel 70% deve ser disponibilizado aos clientes e colaboradores em todas as áreas da academia, como recepção, salas de musculação, de peso livre, de aulas coletivas, piscinas, vestiários e áreas para crianças.

A frequência de limpeza de cada área deve ser ampliada. De duas a três vezes por dia deve ser realizada uma limpeza geral e desinfecção dos ambientes por cerca de 30 minutos. O tempo de permanência do aluno na academia será limitado a 50 minutos.

Kits de limpeza em pontos estratégicos devem ser disponibilizados. E o uso de máscaras será obrigatório para pessoas ligadas à empresa. Os clientes serão orientados a também fazer uso do Equipamento de Proteção Individual (EPI).

A entrada nas academias deve ser condicionada à medição da temperatura. Caso seja apontada temperatura superior a 37,8ºC, recomenda-se não autorizar a entrada, seja aluno ou funcionário.

O conteúdo continua após o anúncio

Os bebedouros poderão ser utilizados apenas para encher as garrafas de água. Além disso, deve ser delimitado a disposição dos aparelhos e espaço livre, distância de 1,5 metro.

Reabertura negada

A secretária municipal de saúde, Rosana Linhares Assis Figueiredo, presente à reunião ordinária do Legislativo, negou a reabertura das academias neste momento. Segundo ela, a situação é reavaliada semanalmente.

Rosana Linhares, no entanto, reconhece a prática de exercícios como positiva, até mesmo para evitar a obesidade, fator de agravo em casos da Covid-19. Mas frisou que aglomerações não podem acontecer, bem como deve ser evitado o contato com objetos compartilhados.

Nesta terça-feira (2), Itabira registrou 49 novos casos de Covid-19, chegando a 410 pessoas infectadas pelo vírus. Não há pacientes com coronavírus hospitalizados em enfermaria ou Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

“Toda semana a gente faz um balanço. Mas essa semana não é possível a reabertura. Embora não tenhamos pacientes graves, a gente vive um dia de cada vez”, ponderou a secretária de Saúde.

 

Galeria de Fotos

MAIS NOTÍCIAS