Em meio a pandemia, cidades mineradoras se destacam na geração de empregos no estado

No ranking dos 20 municípios com melhor desempenho, seis são essencialmente mineradores

Em meio a pandemia, cidades mineradoras se destacam na geração de empregos no estado
Fotos: Google Maps/Reprodução

Reportagem veiculada na edição 74 do Jornal DeFato Cidades Mineradoras

Minas Gerais fechou o primeiro semestre de 2020 com saldo negativo na criação de postos de empregos formais. No ranking das 20 cidades com melhor desempenho, seis são essencialmente mineradoras. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). 

Em meio às restrições impostas pela pandemia do coronavírus, que limitou ou determinou a interrupção do funcionamento de diversas empresas, para manter as medidas de isolamento social, o estado perdeu 114.405 postos de empregos. O número é resultado do comparativo entre as 706.304 admissões e 820.709 desligamentos. 

+ Minas-Rio é indutor do desenvolvimento econômico de Conceição do Mato Dentro

+ Mesmo que por vias tortas, mineração puxa geração de empregos em Itabira

O conteúdo continua após o anúncio

Chama atenção o fato de que entre as cidades com melhor desempenho, algumas delas, como Itabirito, Mariana e Ouro Preto estão com a mineração em baixa, conforme relatório do segundo trimestre divulgado pela Vale. No entanto, as obras de reparação têm estimulando o mercado de contratações. 

No acumulado do primeiro semestre, Itabirito foi a cidade mineira que mais se destacou, com saldo positivo de 1.229 empregos no comparativo entre admissões e desligamentos. Vale destacar que o município só teve saldo negativo no mês de abril (-190), o que foi recuperado em maio e junho. 

Mariana ocupa a quarta posição. O desempenho positivo no acumulado do ano deve-se aos resultados de janeiro a abril, uma vez que nos meses seguintes houve saldo negativo de -322, -106 e -148, respectivamente. Já Ouro Preto aparece na 12ª posição, com saldo positivo de 570 empregos no saldo nos seis primeiros meses do ano. 

A Vale tem investido no desempenho do Complexo de Alegria e retomou as operações a seco em Timbopeba em junho. Além disso, a empresa está em processo de licenciamento para expandir a área de lavra de Fazendão, com influência em Catas Altas. A expectativa é que a concessão seja emitida em breve, o que permitirá a retomada das operações. 

Sobre o Caged 

O Caged é um registro administrativo que permite acompanhar as flutuações do mercado de trabalho formal a partir das informações sobre admissões e demissões dos empregados regidos pelo regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

MAIS NOTÍCIAS