Estruturas de barragens da Vale em Itabirito desabam

Mineradora ainda não se pronunciou oficialmente sobre o caso

Estruturas de barragens da Vale em Itabirito desabam
Foto: Divulgação

Na noite dessa sexta-feira (12), de acordo com reportagem da Rádio Itatiaia, duas estruturas construídas para dar segurança aos funcionários das barragens Forquilha I e III, da Vale, em Itabirito, desabaram. A reportagem informa que a Defesa Civil de  Minas Gerais não foi acionada, mas o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) aguarda uma perícia para checar qual a gravidade e se há risco por conta do acidente.

O local atingido fica ao redor das barragens, onde foram construídas torres para suspender uma série de cabos possibilitando o alcance de funcionários da mina para atuar no descomissionamento das estruturas. Duas dessas torres, localizadas nas extremidades da barragem, acabaram desabando.

Os motivos da queda ainda não foram divulgados. Há alguns meses, a Vale vem instalando sistemas de segurança, como essas torres, para permitir que os trabalhadores acessem as barragens que estão em nível de emergência sem precisar de helicópteros.

A mineradora Vale, por meio de nota oficial, explicou o que que está apurando o que houve.

“A Vale informa que está apurando as causas da queda de duas torres do sistema preparatório para as obras de descaracterização das barragens Forquilhas I e II, da mina Fábrica, em Itabirito. No momento do tombamento, ocorrido na manhã desta sexta-feira (12), não havia trabalhadores no local. A área foi isolada e os órgãos competentes já foram informados. Importante ressaltar que as torres não atingiram as barragens, as quais não tiveram alteração em suas condições de segurança. As estruturas da empresa passam por inspeções rotineiras de campo e são monitoradas permanentemente por uma série de instrumentos e pelo Centro de Monitoramento Geotécnico (CMG).”

A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) informou que está levantando informações sobre o ocorrido e que em breve fornecerá uma atualização.

MAIS NOTÍCIAS