Falta de água em Itabira será discutida após audiência para reajuste da tarifa

Diante do período de estiagem entre os meses de junho a setembro, todos os mananciais reduziram drasticamente a oferta de água.

Falta de água em Itabira será discutida após audiência para reajuste da tarifa

Os debates sobre a falta de água em Itabira vão ficar para depois da audiência que pretende discutir o reajuste na conta de água, agendada para o próximo dia 17. É que o Grupo da Água, que reúne representantes de vários setores da comunidade e de órgãos públicos, vai se reunir um dia depois da audiência para discutir a situação complicada vivida pelo município.

O encontro será no dia 18 de setembro, às 16h, na sede do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae). A informação é do vereador Solimar José da Silva (SD), um dos fundadores do colegiado.

“O Grupo da Água não trata essa questão de tarifa. A nossa preocupação é com o abastecimento, campanhas educativas”, destacou.

Diante do período de estiagem entre os meses de junho a setembro, característico do inverno, todos os mananciais reduziram drasticamente a oferta de água. Consequentemente, os reservatórios de água do município estão praticamente pela metade.

De acordo com o diretor-presidente do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) é preciso fazer o uso consciente dos recursos hídricos e evitar o desperdício para que nos próximos meses não seja necessária um possível racionamento. O discurso foi enfatizado por Solimar Silva.

“Tem gente que liga a mangueira e fica aguando o terreiro para não ter poeira e estamos passando por momento crítico; se não tiver uma estação chuvosa regular, a situação vai piorar”, disse o vereador.

PPP da Água

De acordo com todos os estudos técnicos realizados, uma nova Estação de Tratamento de Água (ETA) é a única solução a longo prazo para o abastecimento municipal. A lei nº 5.123 que autoriza a Prefeitura de Itabira a firmar parcerias público-privadas (PPP) para os empreendimentos relacionados ao abastecimento de água em Itabira foi sancionada em maio.

De acordo com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura, o edital da PPP da Água vem sendo elaborado. Sugestões foram apresentadas pela Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário do Estado de Minas Gerais (Arsae-MG) e devem ser discutidas nas próximas semanas junto ao prefeito Ronaldo Lage Magalhães (PTB).

O projeto é apontado como solução para o problema da falta de água em Itabira pelo menos pelos próximos 30 anos. Serão acrescentados 200 litros por segundo (l/s) ao volume existente hoje. Este aumento garantirá a estabilidade de água, para toda a cidade, pelos próximos 30 anos.