Filas voltam a se formar, usuários protestam e Caixa é multada em Itabira

Manhã caótica na porta da agência da Caixa Econômica Federal em Itabira, nessa segunda-feira

Filas voltam a se formar, usuários protestam e Caixa é multada em Itabira
Foto: Internautas
O conteúdo continua após o anúncio


A manhã dessa segunda-feira (25) foi conturbada para os usuários da Caixa Econômica Federal, em Itabira. Com grandes filas, demora nos atendimentos e desrespeito por parte dos funcionários, clientes revoltados organizaram um protesto improvisado. De mãos dadas e contando com pouco participantes, alguns usuários interditaram o trânsito na avenida Daniel Grisolia, no Centro.

O protesto aconteceu por volta das 12h30 e durou pouco tempo. Porém, foi o suficiente para que a Polícia Militar chegasse. As filas vem se formando, repetidas vezes, em função dos pagamentos do auxílio emergencial do governo, realizados por meio da Caixa Econômica Federal. Mas, como já foi noticiado pela DeFato diversas vezes, o banco não consegue atender os usuários em tempo hábil e a demora gera as famigeradas filas.

Foto: Internautas

Autuação e multa

A Prefeitura de Itabira, por meio de release, informou que segue alguns locais tem gerado preocupação, como as agências bancárias. “Na tarde desta segunda-feira (25), a unidade da Caixa Econômica Federal foi autuada novamente pelos fiscais da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (SMDU) devido à grande aglomeração na área externa”.

O conteúdo continua após o anúncio

O release explica também que o banco tem sido notificado quanto ao descumprimento das regras sanitárias, principalmente o distanciamento social. Dessa maneira, em dezembro do ano passado, a instituição recebeu uma multa de 50 Unidades Padrão Fiscal do Município (UPFM), equivalentes a R$ 174. Ou seja, R$ 3480. Além disso, dia 13 de janeiro, sob a vigência do Decreto nº 115/2021, ocorreu a segunda autuação.

“Como a Caixa não apresentou defesa escrita, foi gerada uma multa no valor de R$ 30 mil. O cálculo baseou-se nos critérios definidos pelo decreto: a gravidade da infração, a reincidência, a condição econômica do infrator e o potencial dano à saúde pública. Agora, a agência recebeu outra autuação e terá cinco dias corridos para apresentar defesa escrita. Após este prazo, a autuação pode ser convertida em multa no valor de R$ 60 mil devido à reincidência”.

Ainda de acordo com a Prefeitura de Itabira, o secretário de Governo, Gabriel Quintão, compareceu ao local. “Estava uma situação caótica, com longas filas, pessoas esperando desde as quatro horas da madrugada, muitos idosos aguardando aglomerados na porta e não vimos sequer algum funcionário para auxiliá-los”.

As denúncias sobre descumprimento das normas relacionadas à prevenção da Covid-19 podem ser feitas pelos telefones 3839-2044 ou 3839-2143.

<

MAIS NOTÍCIAS