Flamengo domina jogo e América perde a terceira seguida no Brasileirão

O América segue na vice-lanterna do Campeonato Brasileiro. Nas duas rodadas iniciais, os mineiros foram batidos por Athletico-PR e Corinthians

Flamengo domina jogo e América perde a terceira seguida no Brasileirão
Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

O América continua sem pontuar na Série A do Campeonato Brasileiro. Neste domingo (13), apesar da escalação mais comedida do técnico Lisca, o Coelho sucumbiu à superioridade do Flamengo e acabou derrotado por 2 a 0, no Maracanã, no Rio de Janeiro. Dominante durante toda a partida, o Rubro-negro construiu o triunfo com gols de Bruno Henrique e Rodrigo Muniz. Este foi o terceiro revés americano em mesmo número de jogos na competição.

O América segue na vice-lanterna do Campeonato Brasileiro. Nas duas rodadas iniciais, os mineiros foram batidos por Athletico-PR e Corinthians. O Coelho também vem de eliminação na terceira fase da Copa do Brasil, nos pênaltis, para o Criciúma, na quarta-feira passada.

O time de Lisca pode  terminar a terceira rodada na última posição da tabela, caso a Chapecoense pontue na partida contra o Ceará, às 20h30 deste domingo. Já o Flamengo aparece no sétimo lugar, com seis pontos e um jogo a menos.

Na próxima rodada do Brasileiro, o América enfrenta o Cuiabá em busca da reabilitação. A partida será nesta quinta-feira (17), às 17h, no Independência, em Belo Horizonte. Um dia antes, às 21h30, o Flamengo visita o Athletico-PR na Arena da Baixada, em Curitiba.

O jogo

Lisca optou pelo sistema 4-1-4-1, com o meia Bruno Nazário no comando de ataque. Apesar do meio-campo mais “povoado”, o América não inibiu a criatividade do Flamengo, que chegou a ter pênalti marcado logo aos quatro minutos. No entanto, após revisão do VAR, o lance em que Matheus Cavichioli derrubou Bruno Henrique na área foi invalidado por impedimento.

O Flamengo seguiu com o controle da partida. O Rubro-negro ameaçou bastante com as jogadas em velocidade de Michael, Vitinho e Bruno Henrique. Aos 23 minutos, o time carioca abriu o placar no Maracanã. Vitinho roubou a bola de Juninho ainda no campo de defesa, avançou rapidamente pela intermediária e ‘serviu’ Bruno Henrique. O atacante arrancou, tabelou com Vitinho, passou entre a zaga americana e, cara a cara, com Cavichioli e tocou para as redes: 1 a 0.

Isolado na frente, Bruno Nazário não conseguiu segurar a bola no ataque do América nas tentativas de construção de jogadas. Ademir e Gustavo eram as opções de velocidade pelas extremidades. O Coelho também pecava nas chances de contra-ataque e acabava cedendo mais espaços ao adversário, que ditava o ritmo do jogo cadenciando a troca de passes. O time de Lisca teve a principal chegada em chute de fora da área de Ademir, mas sem muito perigo.

Na volta para o segundo tempo, Lisca alterou o esquema do América em busca de mais ofensividade. Ribamar entrou no lugar de Gustavo e assumiu o posto de centroavante, com Nazário e Ademir nas pontas. Aos quatro minutos, Ribamar recebeu lançamento e finalizou à esquerda do gol de Diego Alves. O Flamengo se manteve dominante. Diego e Gerson controlavam o meio de campo, enquanto Michael e Bruno Henrique seguiam dando trabalho à zaga americana. Em rebote de Cavichioli em chute de Michael, Gerson quase ampliou o placar aos sete minutos.

Lisca voltou a mexer no América: o zagueiro Ricardo Silva no lugar do lateral-direito Diego Ferreira; depois, entrou o lateral-direito Eduardo na vaga do volante Juninho. O jogo prosseguiu aberto, com poucas faltas, e o Flamengo aproveitou para ditar o ritmo com muita tranquilidade e eficiência no toque de bola. A superioridade flamenguista se transformou em gol aos 21 minutos. Após boa jogada entre Filipe Luís e Vitinho, Rodrigo Muniz recebeu a bola de costas, na entrada da área, girou sobre a marcação de Eduardo Bauermann e bateu cruzado: 2 a 0.

Uma arrancada de Ademir, aos 27 minutos, foi o lance de maior perigo do América na etapa. A finalização do camisa 10, porém, parou nas mãos de Diego Alves. Lisca ainda colocou Yan Sasse e Felipe Azevedo, mas as alterações não mudaram o panorama do confronto. O Flamengo ainda voltou a assustar em chute de Gerson que explodiu na trave. A pressão carioca voltou nos instantes finais: Diego assutou em chute de fora da área; e Gerson exigiu Cavichioli a realizar ótima defesa. 

Flamengo 2 x 0 América

Flamengo: Diego Alves; Matheuzinho, Willian Arão, Rodrigo Caio e Filipe Luís (Renê); Diego, Gerson e Vitinho (Gomes); Michel, Bruno Henrique (Max) e Rodrigo Muniz (Ryan Luka).
Técnico: Maurício Souza.

América: Matheus Cavichioli; Diego Ferreira (Ricardo Silva), Anderson, Eduardo Bauermann e João Paulo; Juninho Valoura; Juninho (Eduardo), Alê, Gustavo (Ribamar) e Ademir (Felipe Azevedo); Bruno Nazário (Yan Sasse).
Técnico: Lisca.

Gols: Bruno Henrique, aos 23’ do 1ºT e Rodrigo Muniz aos 21’ do 2ºT

Motivo: terceira rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro
Data: 13 de junho de 2021 (domingo)

Árbitro: Ramon Abatti Abel (SC)
Assistentes: Kleber Lúcio Gil e Helton Nunes (SC)
VAR: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)

* Conteúdo Super Esportes.

MAIS NOTÍCIAS