IPVA 2019: até agosto, Itabira e região arrecadaram mais de R$ 31 milhões

Total corresponde a 89,41% do valor emitido para este ano

IPVA 2019: até agosto, Itabira e região arrecadaram mais de R$ 31 milhões
Em Itabira, a frota é de 55.178 veículos – Foto: Thamires Lopes/DeFato

Cinco meses após fim do prazo para pagamento do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), Itabira e região arrecadaram R$ 31.596.233,65. O valor corresponde a 89,41% do que foi emitido para este ano. Os dados são da Administração Fazendária (AF) de Itabira, com base em relatório emitido em 31 de agosto pela Secretaria de Estado da Fazenda.

Além de Itabira, são de responsabilidade da AF regional os municípios de Morro do Pilar, Santo Antônio do Rio Abaixo, Bom Jesus do Amparo, Ferros, Passabém, Santa Maria de Itabira, Itambé do Mato Dentro e São Sebastião do Rio Preto.

O conteúdo continua após o anúncio

O total de condutores omissos é de 10,59%, o que corresponde a R$3.740.860,14. Desde o dia 1º de setembro o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) é exigido a todos os condutores.

Itabira tem o maior índice de omissos total, ou seja, aqueles que não quitaram nenhuma parcela do imposto: 11.312 condutores (20,5%). Em seguida aparece Ferros, com 908 motoristas inadimplentes (24,98%). Em terceiro lugar está Santa Maria de Itabira, com 850 inadimplentes (23,04%). Ao todo, nas nove cidades de responsabilidade da AF regional, há 14.414 condutores omissos.

Do total arrecadado do IPVA, 40% fica com o município onde o veículo está emplacado, 40% segue para o caixa único do estado e 20% encorpa o Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb).