Jovem brasileira disputa final de premiação do Pacto Global da ONU

A funcionária da Nestlé Juliana Oliveira representará o Brasil na disputa por um prêmio de reconhecimento do Pacto Global das Nações Unidas a futuros líderes empresariais. A turma de 2019 do SDG Pioneers será um grupo seleto de jovens de até 35 anos que estão participando de iniciativas que contribuem para traçar um caminho rumo à […]

Jovem brasileira disputa final de premiação do Pacto Global da ONU
A funcionária da Nestlé Juliana Oliveira. Foto: Linkedin/Reprodução

A funcionária da Nestlé Juliana Oliveira representará o Brasil na disputa por um prêmio de reconhecimento do Pacto Global das Nações Unidas a futuros líderes empresariais.

A turma de 2019 do SDG Pioneers será um grupo seleto de jovens de até 35 anos que estão participando de iniciativas que contribuem para traçar um caminho rumo à agenda global de sustentabilidade.

A brasileira participa da disputa após ter sido premiada no Prêmio ODS Pacto Global, competindo com mais três finalistas na categoria Jovem Profissional.

Juliana se tornou uma inspiração para a empresa após conscientizar seus colegas sobre o uso de canecas no lugar de copos plásticos. A ideia foi propulsora de uma campanha comandada pelo setor de Recursos Humanos da Nestlé que resultou na economia de 1 milhão de copos plásticos por mês no ambiente de trabalho.

O conteúdo continua após o anúncio

Por conta da ação, Juliana foi convidada para participar do Grupo de Trabalho de Canudos. Hoje, os canudinhos prontos de Nescau Prontinhos são recicláveis, feitos de papel. A ação também se desdobrou em um projeto-piloto (#JOGAJUNTO) e em um prêmio de 50 mil dólares para start-ups que mitiguem e reduzam o impacto dos canudos de plástico. 

A jovem profissional foi escolhida por uma equipe de jurados independentes do Prêmio ODS Pacto Global, que se baseou em critérios definidos pela consultoria PWC.

O resultado contou com auditoria da empresa. Agora, Juliana espera com os indicados de outras redes locais o anúncio dos SDG Pioneers durante a 74ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas, em setembro, em Nova Iorque.

Última Edição

Em 2018, mais de 150 indicações para o reconhecimento dos SDG Pioneers foram recebidas, vindas de mais de 50 países.

Dessas, houve a seleção de dez líderes empresariais. Um deles foi a brasileira Danielle Pieroni, da Foxtime, que participou da criação e implementação do projeto da Rede Brasil que insere mulheres refugiadas no mercado de trabalho do Brasil – Empoderando Refugiadas.