Jovem é arrastado por cabeça d’água em cachoeira; veja o vídeo

Ao todo, cinco pessoas foram atingidas pela força do fenômeno e dois lugares diferentes. Até agora, apenas uma vítima foi encontrada

Jovem é arrastado por cabeça d’água em cachoeira; veja o vídeo
Foto: Reprodução / Marcia Lucena

Um vídeo flagrou o momento em que o servidor público Marcos Henrique Nere Passos, de 23 anos, é levado pela força de uma cabeça d’água em uma cachoeira em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Ele participava de um passeio com a família nesse domingo (21). No total, cinco pessoas desapareceram durante fenômenos naturais similares em rios e cachoeiras da Baixada Santista neste fim de semana.

Marcos estava com a namorada, os pais e mais um casal de tios na Cachoeira do Melvi, no momento em que tudo aconteceu. Mesmo com o tempo nublado e a chuva fina, diversas famílias aproveitavam o passeio. Ainda assim, testemunhas relataram que foi possível perceber quando o nível do rio começou a subir.

Carlos de Carvalho, tio da vítima, disse ao portal G1 que viu a água subindo cada vez mais rápido. “Eu pensei: ‘tem alguma coisa errada aqui’. Olhando mais distante no rio, vi aquele monte de água vindo junto, e falei ‘corre, corre, corre'”, relata. Todos conseguiram sair da água em segurança, com exceção da esposa de Carlos e de Marcos Henrique.

“Peguei na mão da minha esposa e puxei. Ele [Marcos] estava segurando na mão da minha esposa. Nisso que eu puxei, ele soltou a mão dela. Tinha uma barra de ferro atrás, de um metro e meio. Ele segurou nela e ficou. Entramos em desespero, porque a água continuava a subir e ele ficou ilhado”, conta.

Segundo Carlos, rapidamente o rapaz foi coberto pela água e arrastado com a força da correnteza. As imagens, gravadas pelo celular de Marcia Lucena, uma das visitantes que estavam com a família no local, mostram o momento em que Marcos Henrique é arrastado.

O conteúdo continua após o anúncio

Equipes da Guarda Civil Municipal (GCM) e dos bombeiros foram ao local, mas, devido ao volume de água, não conseguiram iniciar as buscas imediatamente. Isso só aconteceu na manhã de segunda-feira (22), quando a mochila que Marcos segurava no momento de seu desaparecimento foi encontrada. Durante a tarde, as buscas foram novamente interrompidas devido ao mau tempo e à possibilidade de fortes chuvas na região.

Bertioga

Duas pessoas desapareceram em Bertioga também. De acordo com o Corpo de Bombeiros, equipes de Bertioga foram acionadas, por volta das 15h45, do domingo (21) para resgatar um casal de turistas, moradores de São Paulo. Eles estavam atravessando a Cachoeira Véu da Noiva, localizada próximo à uma trilha do elefante, às margens da rodovia Mogi-Bertioga. A cabeça d’água atingiu o local e eles acabaram sendo levados pela correnteza.

Os dois estavam acompanhados de um grupo, que conseguiu voltar para a rodovia e acionar os bombeiros. As autoridades seguiram para o local, onde realizaram buscas até às 18h30. Como anoiteceu, as buscas tiveram que ser interrompidas. A procura pelo casal foi retomada às 6h30 desta segunda-feira, com equipes de bombeiros de Bertioga, Guarujá e de Cubatão.

Cubatão

Duas pessoas desapareceram e outras 16 ficaram ilhadas por causa de uma cabeça d’água que se formou no Rio Perequê, em Cubatão (SP). O fenômeno natural aconteceu após fortes chuvas atingirem a cidade, causando o aumento do volume de água do rio e provocando a enxurrada em seu curso.

O grupo que ficou ilhado conseguiu ser resgatado com o auxílio dos bombeiros. O rio fica localizado no Parque Ecológico Perequê, no bairro Jardim das Astúrias. Segundo o Corpo de Bombeiros, o casal desapareceu na tarde deste domingo (21). Outras 16 pessoas, entre turistas e moradores da região, não conseguiam sair do local por conta da força do rio.

O corpo do casal levado pela cabeça d’água em Cubatão, foi encontrado na tarde desta terça-feira (23). Dois bombeiros que realizavam as buscas em um bote encontraram o corpo do, por volta de 12h. Ele estava a 200 metros do local em que desapareceu, próximo à margem do rio. O corpo da mulher foi achado por volta das 16h, enquanto equipes dos bombeiros faziam buscas em embarcações, próximo a um porto de pesca, na Vila dos Pescadores.

<

MAIS NOTÍCIAS