Metabase fala em “miserê” e rejeita proposta de reajuste da Anglo American

Sindicato pediu aumento de 10% nos salários dos trabalhadores, mas empresa ofereceu 2,5%

Metabase fala em “miserê” e rejeita proposta de reajuste da Anglo American
Negociações entre Anglo American e Sindicato Metabase não avançaram – Foto: Divulgação

Terminou sem acordo a terceira reunião entre Sindicato Metabase e Anglo American para definir o acordo coletivo 2019/2020. Em encontro realizado em Belo Horizonte nessa quarta-feira (30), a empresa ofereceu um percentual de reajuste considerado “miserê” pelos representantes dos trabalhadores.

O Metabase reivindica 10% de aumento para os funcionários da Anglo American em Conceição do Mato Dentro. Na mais recente reunião, a empresa ofereceu 2,5% de reajuste, sob o argumento de que a mineradora está em fase de recuperação econômica após retomar as operações e as obras para a terceira fase do Minas-Rio. As justificativas, no entanto, não convencem aos sindicalistas.

“É um profundo desrespeito ao funcionário. A proposta não reflete, nem de longe, aquilo que colhemos junto aos trabalhadores por meio de pesquisa nas minas”, reclamou o presidente do Metabase, André Viana, que ainda chamou de “chororô” os argumentos econômicos apresentados pela Anglo American.

O conteúdo continua após o anúncio

O líder sindical cita alguns números para defender que a mineradora pode oferecer um percentual maior aos trabalhadores. Um dos argumentos é a Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (Cfem) recolhida por Conceição do Mato Dentro, município sede das atividades da Anglo American. Segundo dados apresentados por Viana, somente no 1º quadrimestre deste ano a empresa gerou mais royalties do que em todo primeiro semestre de 2018 e no mesmo patamar que em todo 2017.

“O montante arrecadado nos quatro primeiros meses de 2019 foi R$ 60 milhões, quase o dobro do arrecadado no primeiro semestre de 2018, R$ 32 milhões. Está no mesmo patamar do valor arrecadado durante todo o ano de 2017, em torno de R$ 64 milhões. Os lucros auferidos em 2019 são três vezes superiores aos de 2018. Isso demonstra bem o quanto a produção cresceu”, afirmou André Viana.

O presidente do Metabase ainda defendeu que o percentual oferecido está abaixo do mínimo previsto para a inflação neste ano e abaixo também do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA). Os sindicalistas aguardam uma nova rodada de negociações em data que será definida pela empresa.

MAIS NOTÍCIAS