Mulher de 53 anos é o 87° óbito por Covid-19 em Itabira

Além disso, 38 pessoas testaram positivo para Covid-19. A cidade, agora, soma 9.575 infectados desde o início da pandemia

Mulher de 53 anos é o 87° óbito por Covid-19 em Itabira
Foto: DeFato

Com um total de 9.575 infectados, Itabira se aproxima cada vez mais das 90 mortes em decorrência da doença. Nesta segunda, o número de morte chegou a 87. O crescimento dos números preocupa, sobretudo pela possibilidade do sistema de saúde do município entrar em colapso.

O 87° óbito foi uma mulher, 53 anos, com comorbidades, internada no HNSD desde 04 de fevereiro vindo a óbito hoje.

Boletim epidemiológico

Do total de casos confirmados em Itabira, 8.816 pessoas já se recuperaram da doença. Outras 623 cumprem isolamento domiciliar. Há 38 pacientes com coronavírus hospitalizados em enfermaria, 26 internados em Unidades de Tratamento Intensivo (UTI) e três itabiranos em hospitais de outras cidades.

A taxa de ocupação em leitos de UTI é de 100% nos hospitais da cidade. Já nos leitos de enfermaria, essa ocupação é de 69%.

Onda roxa

Na tarde da última sexta-feira (5), após uma reunião na Associação dos Municípios da Microrregião do Médio Piracicaba (Amepi), os prefeitos de 18 cidades, entre elas Itabira, decidiram por aderir a onda roxa do programa Minas Conscientes, do Governo de Minas Gerais.

Com isso, a partir desta segunda-feira (8) haverá toque de recolher das 20h às 5h, tanto durante a semana quanto nos sábados e domingos, e só poderão funcionar os serviços essenciais. As medidas devem durar por 15 dias.

A decisão foi motivada pelo agravamento da pandemia e, principalmente, pelo risco iminente de desassistência nos leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) específicos para Covid-19 na rede de saúde itabirana, que é referência para os municípios vizinhos.

Nos últimos dias, houve aumento significativo do número de infectados e hospitalizados em Itabira e região.

MAIS NOTÍCIAS