Museu de Itabira: confira a programação do evento “Minas do Ferro”

Nesta sexta-feira haverá roda de conversa e exibição de documentário. No sábado, terá lançamento de livro

Museu de Itabira: confira a programação do evento “Minas do Ferro”
Foto: Divulgação/Prefeitura de Itabira
O conteúdo continua após o anúncio


O Museu Histórico promove, até sábado (27), eventos sobre o tema “Minas do Ferro”. A programação teve início na quarta-feira (24) e quinta-feira (25) como sessões comentadas de cinema e exibição de documentários. As atividades continuam nesta sexta-feira (26) — com rodas de conversa e exibição de películas — e no sábado (27), com o lançamento do livro “Com Luz de Ferreiro – Práticas do Ofício nas Minas do Ferro Escravistas, Século XIX”, da historiadora itabirana Maura Silveira Gonçalves de Britto.

No sábado, o livro será lançado às 18h, no Museu de Itabira, e terá limite de público. Estarão presentes representantes de escolas públicas e privadas, da Biblioteca Pública Municipal Luiz Camillo de Oliveira Netto, Museu e Arquivo Público Municipal. Na ocasião, a autora fará doações de alguns exemplares do livro às instituições itabiranas.

De acordo com Maura Britto, o livro é uma versão atualizada da pesquisa desenvolvida por ela em seu Mestrado em História, pela Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop). A pesquisa busca analisar a prática do ofício de ferreiro entre escravizados e libertos na região de Itabira do Mato Dentro (região que atualmente compreende os municípios de Itabira e Santa Bárbara), denominada pela autora como “Minas do ferro”, entre os anos de 1.808 e 1.888.

A historiadora conta que a partir de uma ampla pesquisa em fontes primárias (inventários, testamentos, documentos do Fundo da Câmara Municipal de Itabira, Mapas de População e Relação Nominal de habitantes de Itabira, de 1.840), buscou-se elucidar alguns aspectos da vivência dos artífices do ferro, entre africanos e seus descendentes, e os efeitos que o “saber fazer” das tendas e forjas propiciou aos escravizados e libertos. Características demográficas e socioeconômicas da Vila de Itabira também foram apontadas no trabalho.

“A pesquisa apresentou elementos contundentes para se desvendar o universo prático desses artífices africanos e afrodescendentes ligados aos trabalhos da manufatura do ferro: suas características, peculiaridades em relação aos demais cativos artesãos identificados na área, como se dava o processo de aprendizagem do ofício, as técnicas utilizadas e o mercado a que atendiam. Da mesma forma, procuramos compreender as relações que esses ferreiros estabeleceram entre si, entre os escravizados e libertos, e entre os senhores brancos no âmbito dessa sociedade escravista”, explicou a autora.

Confira a programação dos próximos dias:

Sexta-feira (26/11)

Evento: Roda de Conversa, com a historiadora Maura Britto. Tema: “A cidade do ferro e o retrato na parede: a construção da memória histórica de Itabira a partir da extração mineral”

Horário: 10h às 11h30

Público-alvo: alunos das redes pública e privada de ensino de Itabira.

Evento: Cine Museu – Sessões Comentadas

Horário: 14h às 15h30

1ª Sessão – Documentário: “Dominando a arte de forjar”, com ferreiro Antônio Damas, 94 anos.

2ª Sessão – As Cidades e o Urbano – “Entre matas, águas e caminhos de tropas: a Itabira oitocentista em uma perspectiva de espaço vivido”, de Maura Britto. Público-alvo: alunos da rede pública de ensino de Itabira.

Sábado (27/11)

Evento: Resenha sobre o livro “Com luz de ferreiro – Práticas de ofício nas Minas de ferro escravistas, século XIX”, com a autora Maura Britto e a professora e coordenadora da Educação Básica na Secretaria Municipal de Educação, em Itabira, Luana Alves

Horário: 17 horas

Público-alvo: professores das redes públicas (municipal e estadual) e privada de ensino, profissionais da Biblioteca Pública Municipal Luiz Camillo de Oliveira Netto.

Evento: Lançamento do livro “Com luz de ferreiro – Práticas de ofício nas Minas de ferro escravistas, século XIX”, da historiadora Maura Silveira Gonçalves de Britto

Horário: 18 horas

Público-alvo: representantes de escolas públicas e privadas, e profissionais da Biblioteca Pública Municipal Luiz Camillo de Oliveira Netto, Museu de Itabira e Arquivo Público Municipal.

* Com informações da Prefeitura de Itabira.

MAIS NOTÍCIAS