Defesa Civil reforça convocação para simulado em Itabira

A expectativa é que cerca de 27 mil pessoas estejam envolvidas no treinamento que será o maior do Brasil

Defesa Civil reforça convocação para simulado em Itabira
Tenente-coronel Flávio Godinho Pereira está à frente do simulado de Itabira – Fotos: Thamires Lopes/DeFato Online

O coordenador-adjunto da Defesa Civil Estadual, tenente-coronel Flávio Godinho Pereira, conclamou a participação da população de Itabira no simulado de rompimento de barragem que acontece no próximo sábado (17), às 15h. O chamamento aconteceu durante coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira (14), na Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

“O simulado não é da Vale, não é da Defesa Civil, não é dos órgãos do governo. O simulado é da população. O protagonista de toda essa operação é o cidadão. Ele é quem deve ter todas as informações, saber sua rota de fuga, qual seu ponto de encontro e qual a sua dificuldade para que possamos melhorar esse simulado. Então conclamo toda a população de Itabira para que participe, abrace a ideia”, declarou Flávio Godinho.

A coletiva de imprensa contou com a participação de membros das defesas civis Estadual e Municipal, Prefeitura de Itabira, Vale, Corpo de Bombeiros e polícias Civil e Militar. Todos estes órgãos estão envolvidos na preparação do simulado que será o maior já realizado no Brasil. “Tem várias pessoas se debruçando, trabalhando para que sejamos exemplo para o Brasil de como fazer um simulado grande e bem organizado”, destacou o porta-voz da Defesa Civil Estadual.

Segundo ele, a ideia de fazer o simulado em Itabira surgiu em função das várias notícias sobre barragens em Minas Gerais e tendo em vista a grande quantidade de pessoas que moram próximas às barragens no município.

A Vale possui 15 estruturas em Itabira cadastradas na Agência Nacional de Mineração (ANM). Todas enquadram-se na Política Nacional de Segurança de Barragens (PNSB). Elas são caracterizadas entre barragens de rejeitos e de sedimentos, construídas de acordo com as normas de projetos de barragem e de engenharia.

O conteúdo continua após o anúncio

De acordo com a promotora de Justiça Giuliana Talamoni Fonoff, auditorias realizadas até o momento apontam que todas as estruturas de Itabira estão estáveis, não apresentando situação de perigo.

“Planejamos um simulado de forma preventiva. Hoje não há que se falar em risco nenhum para a cidade em função das barragens aqui de Itabira. Todas as barragens permanecem dentro do parâmetro de segurança, sem alteração do nível de emergência”, frisou Flávio Godinho.

Reuniões prévias

A Defesa Civil Estadual chegou a Itabira nesta quarta-feira (14). A primeira ação ao chegar ao município foi a instalação do Sistema de Comando em Operações (SCO) que funciona na Secretaria de Meio Ambiente. De quarta a sexta-feira, serão realizadas reuniões internas para levantamento e tratamento de informações, e para chancela de dados.

Encontros com líderes comunitários e com empresários locais também estão na agenda dos organizadores do simulado. “Vamos tentar essas reuniões para apresentar aos empresários e líderes comunitários de Itabira a importância desse simulado e para que eles abracem a ideia também”, comentou Flávio Godinho.

Na manhã do dia 17, a Defesa Civil conduzirá reuniões prévias para orientar a população sobre como proceder durante o simulado. As reuniões ocorrerão em dois horários, às 9h e às 11h, simultaneamente em diversos locais da cidade, para que o maior número de pessoas possa participar.

Fechamento de vias

De 12 a 17 de agosto, cerca de 60 trechos de ruas e avenidas de Itabira serão interditados para a montagem dos pontos de encontro. Toda a ação será coordenada pela Prefeitura, por meio da Transita. Já no sábado, cinco trechos de estradas que dão acesso ao município serão fechados, entre 15h e 16h, para a realização do simulado, com apoio da Polícia Militar. As vias serão reabertas logo após a conclusão da atividade pelas autoridades responsáveis.

  • Rodovia MGC 120 que liga Itabira à Nova Era (km 457 – próximo à Escola do Sapé)
  • Rodovia MGC 120 que liga Itabira a Santa Maria de Itabira (km 420)
  • Rodovias MG 129 e MG434 que ligam Itabira a Belo Horizonte (bairro Chapada)
  • Rodovias AMG 900/1240 que ligam Itabira a João Monlevade (km 2 – próximo à Mina do Andrade)
  • Rodovias AMG 900/1240 que ligam Itabira à Senhora do Carmo e Ipoema (km 05)

MAIS NOTÍCIAS