Prefeitura de Itabira bate o martelo sobre nova destinação para prédio do Restaurante Popular

A previsão é de que a entrega do prédio concluído aconteça no primeiro semestre de 2020

Prefeitura de Itabira bate o martelo sobre nova destinação para prédio do Restaurante Popular
Prédio onde funcionaria Restaurante Popular abrigará Banco de Alimentos e Secretaria de Agricultura – Foto: Acom PMI

A Prefeitura de Itabira anunciou nesta quinta-feira (5) a nova destinação do prédio onde funcionaria o Restaurante Popular, na avenida das Rosas. Iniciado na gestão passada, o edifício teve sua finalidade alterada pelo governo de Ronaldo Magalhães (PTB), que justificou falta de recursos para manter o empreendimento. No lugar funcionará o Banco de Alimentos Municipal e a Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (SMAA). A previsão é de que a entrega aconteça no primeiro semestre de 2020.

De acordo com o secretário municipal de Obras, Ronaldo Lott Pires, o imóvel de 766,21 m² seguirá o mesmo padrão previsto no projeto original. O governo atual investiu mais R$ 500 mil para terminar a estrutura. “A obra já estava com toda estrutura construída e as mudanças foram pequenas. Por exemplo, tivemos que mudar duas ou três portas e a cozinha será desativada. Mas, o frigorífico previsto no projeto, será mantido para o banco de alimentos”, afirmou.

Sobre a atual etapa dos serviços, segundo o secretário, estão sendo executados acabamentos interno e externo. “Assentamos as cerâmicas da fachada e, internamente, temos mais de 80% finalizado. Estamos numa fase muito boa, a obra está bem adiantada e foram retomadas com mais intensidade em novembro, onde triplicamos o efetivo de mão de obra”, disse Ronaldo Lott.

Para finalizar os detalhes do prédio, em janeiro será realizado um novo processo licitatório. “Nós reaproveitamos o contrato existente, mas faremos um novo, que chamamos de obras complementares, para a construção de divisórias, pontos de luz e outras estruturas necessárias para instalar a Secretaria de Agricultura. Por ser um valor bem menor, não justificaria aditivo no atual contrato”, explicou o secretário.

restaurante popular
Prédio que abrigará Secretaria de Agricultura recebe últimas obras – Foto: Acom PMI

Procedimentos

O conteúdo continua após o anúncio

Para redirecionar o uso desta construção, a Prefeitura de Itabira terá que devolver ao Governo Federal – Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) – cerca de R$ 1,1 milhão. Em julho desse ano, o MDS aceitou a sugestão do Executivo Municipal e encerrou o contrato.

Segundo a Prefeitura, esta opção foi determinada pelo prefeito Ronaldo Magalhães, baseada em análise que comprova a inviabilidade de um Restaurante Popular no município. “Várias cidades maiores que Itabira fecharam os restaurantes populares, o custeio é alto e inviabiliza o benefício. Além disso, as pessoas que realmente precisariam desse serviço no nosso município, não seriam alcançadas. Então, desistimos de implantar o restaurante e realizamos alguns estudos com a Secretaria de Agricultura para reaproveitar o local”, declarou Ronaldo Magalhães.

O prefeito ainda ressaltou a importância do banco de alimentos. “É uma estrutura muito boa. Itabira é exemplo em nível nacional, já que um dos objetivos do banco é permitir que os pequenos agricultores escoem seus produtos, gerando, portanto, renda para os trabalhadores da zona rural”, declarou.

Já o secretário municipal de Agricultura, William Gazire, sustenta que a população continuará beneficiada com a nova destinação do prédio. “Os benefícios seguem de uma forma muito melhor, sem que os recursos públicos sejam usados como subsídio. Pois, eles irão para quem produz”, argumenta.

Segundo o secretário, com as novas instalações do banco, a Prefeitura aumentará a quantidade de captadores de alimentos. “E mais, poderemos receber produtos perecíveis, pois teremos o refrigerador adequado. Com isso, vamos trabalhar com os sacolões da cidade, Ceasa etc. Teremos espaço para capacitações e treinamentos, como o de reaproveitamento de alimentos para a merenda escolar. Então, nossa expectativa é ter o melhor banco de alimentos do país”, afirmou.

MAIS NOTÍCIAS