Prefeitura de Itabira volta atrás e mantém ponto facultativo no Carnaval

Governo ficou isolado na iniciativa, que não foi acompanhada pelo comércio e outros segmentos empresariais

Prefeitura de Itabira volta atrás e mantém ponto facultativo no Carnaval
Foto: Arquivo/DeFato
O conteúdo continua após o anúncio


A Prefeitura de Itabira voltou atrás e vai manter os pontos facultativos durante o Carnaval. Dessa forma, a administração pública e suas repartições não terão expediente nos dias 15, 16 e 17 (segunda a quarta-feira de Cinzas).

“A equipe de governo avaliou que o fato de todos os demais setores da cidade terem decidido não trabalhar na data inviabilizou a proposta de manter o funcionamento normal nas repartições públicas”, informou a Prefeitura, em texto enviado à imprensa.

A suspensão do ponto facultativo no Carnaval havia sido pensada com o intuito de reduzir o número de pessoas que viajaria no período e frear o avanço da Covid-19. Todavia, o comércio, as redes bancárias e a mineradora Vale mantiveram a folga para os funcionários.

“A gente esteve em contato com esses setores e até mesmo com outros municípios nos últimos dias e chegamos a essa decisão de que seria inviável manter o trabalho apenas na Prefeitura. Então, o ponto permanece facultativo, como já estava previsto em decreto publicado no ano passado. O que não significa que seja uma abertura para que nos esqueçamos das regras de prevenção e das determinações do decreto em vigor. Pelo contrário, vamos intensificar a fiscalização nesse período”, comentou o prefeito Marco Antônio Lage.

 

Fiscalização

A Prefeitura afirma que irá ampliar a fiscalização nos atrativos naturais, sobretudo nos distritos de Ipoema e Senhora do Carmo. Serão colocadas barreiras sanitárias nas entradas dessas localidades, com aferição de temperatura e repasse de informações a respeito das regras sanitárias.

Além disso, será proibido o acampamento em áreas de camping de cachoeiras e outros atrativos, sob pena de multa. Pousadas e hotéis terão de obedecer ao limite de 75% da ocupação e as demais regras específicas para a categoria.

“Equipes de fiscalização da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano irão circular nos distritos e na cidade para coibir aglomerações e garantir o cumprimento do que é preconizado pelo Decreto Municipal 0301/2021”, reitera o governo.

Será divulgado posteriormente como será o funcionamento dos serviços públicos considerados essenciais, como coleta de lixo e unidades de saúde.

MAIS NOTÍCIAS