Sevor conquista registro no Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde

Desta forma, a entidade está apta a celebrar convênios com o Governo Federal e receber verbas

Sevor conquista registro no Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde
Semana foi de conquistas para o voluntário do Sevor – Foto: Cíntia Araújo/DeFato Online

O Serviço Voluntário de Resgate (Sevor), teve três importantes conquistas recentemente. A primeira diz respeito ao registro da entidade no Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde (CNES). Outra conquista é o registro de enfermeira coordenadora do Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde (PGRSS) e dos técnicos de enfermagem da entidade. A terceira conquista é a chegada de mais uma médica entre os voluntários.

Sobre o CNES, a diretoria esclarece que a conquista deve ser celebrada por vários fatores. Dentre eles está o de garantir mais controle do Ministério da Saúde, auxiliando inclusive nos repasses do governo às instituições. Já no que diz respeito à enfermeira responsável pelo PGRSS, que no caso do Sevor é a voluntária Tamires Cristina da Silva, a importância da conquista consiste em reduzir a produção e fazer a correta destinação dos resíduos de materiais usados nos atendimentos. Assim é reduzido também o risco à saúde e ainda, os danos ao meio ambiente.

O conteúdo continua após o anúncio

Outro ganho do registro é que a enfermeira coordenará todo o trabalho de enfermagem dos voluntários. Importante frisar que no grupo são mais de 20 técnicos de enfermagem com registro no Conselho Regional de Enfermagem de Minas Gerais (Coren-MG).

Médicos reguladores

O Sevor agora possui três médicos que integram a equipe de voluntários. Desta forma, todos os atendimentos feitos pelos membros do Sevor são atestados pelos profissionais Hamilton Lopes, Nathan Namen Halabi e Larissa Veiga, que capacitam os voluntário regularmente. Mais três médicos também devem ingressar em breve no Sevor. A documentação necessária vem sendo preparada.

MAIS NOTÍCIAS