Vale tem alta de 11% em sua produção; André Viana credita bom resultado aos trabalhadores da mineradora

No segundo trimestre de 2021, a Vale extraiu 75,7 milhões de toneladas de minério de ferro. As informações foram divulgadas em relatório da empresa

Vale tem alta de 11% em sua produção; André Viana credita bom resultado aos trabalhadores da mineradora
Foto: Divulgação/Sindicato Metabase
O conteúdo continua após o anúncio


Na terça-feira (20), a Vale divulgou o seu relatório de produção e vendas relativo ao segundo trimestre de 2021. De acordo com a publicação, a empresa acumulou mais um período de alta, produzindo 75,7 milhões de toneladas de minério de ferro — um crescimento de 11% — e atingiu a capacidade atual de 330 milhões de toneladas ao ano.

Caso esse ritmo se mantenha, a mineradora pode chegar, neste segundo semestre do ano, a marca de um milhão de tonelada produzida ao dia. Isso deve à “sazonalidade favorável das condições climáticas do período”.  O presidente do Sindicato Metabase de Itabira e Região, André Viana Madeira, destacou a produtividade das minas vizinhas, como Brucutu, Timbopeba e Alegria, mas deu ênfase às plantas de Itabira pela “virada de jogo” dos trabalhadores.

“No primeiro trimestre, a produção não foi tão satisfatória, houve menor produtividade pois nosso complexo operou com soluções temporárias de disposição de rejeitos. Agora, tivemos a reavaliação destas soluções de gerenciamento de rejeitos, trazendo maior produção”, avaliou André Viana.

O presidente do Metabase lembrou que a responsabilidade da empresa em assegurar a disposição dos rejeitos é de vital importância.

“A Vale tem de garantir aos trabalhadores as condições ideais de produzir o que se espera. Mais produção, mais rejeito e onde colocar esses rejeitos? A paralisação da barragem de Itabiruçu, por exemplo, causou a diminuição da produção, sem culpa nenhuma dos funcionários. Temos mão de obra qualificada, temos minas que favorecem, temos a força especializada na extração do minério e cabe a empresa dar as condições necessárias para produzirmos o que é exigido. As minas de Conceição, Cauê e Periquito tiveram um destaque especial no relatório, já que a empresa considerou o ‘sólido desempenho do sistema sudeste’, contribuindo para o aumento de produção”, afirmou.

Números

Em comparação ao primeiro trimestre de 2021, os trabalhadores da empresa em Itabira aumentaram em 27% a produção, ou seja, mais de dois milhões de toneladas.

Se comparado ao segundo trimestre de 2020, a produção foi ainda maior, chegando a 35,9%, o que ajudou a elevar o primeiro semestre em 14% comparado em igual período do ano passado.

“Uma vitória do trabalhador pela gana, pela força do seu braço que repercute na empresa. Não saímos da pandemia, tivemos colegas de empresa que morreram dessa terrível doença, a Covid-19, mas, ainda assim, os trabalhadores seguiram de cabeça erguida, focados na produção”, considerou André Viana.

PLR

O presidente do Sindicato disse que o relatório “apenas confirma o que já é conhecido pelo sindicato: a força da mão de obra de Itabira”. “Eles cumprem fielmente a meta a ser alcançada, a produção programada. Agora esperamos o relatório financeiro da empresa, que será divulgado dia 28 de julho, para confirmar mais uma vez a produção perfeita dos nossos operários”, argumentou.

André Viana aguarda uma Participação nos Lucros e Resultados (PLR) honesta e justa, já que “a empresa demonstrou que tem totais condições de apresentar esse benefício aos seus funcionários”.

MAIS NOTÍCIAS