A rota da lama: saiba em quanto tempo Itabira seria inundada se barragens se romperem – EXCLUSIVO

Dados da Defesa Civil Estadual demonstram que algumas estruturas podem ser impactadas um minuto após o rompimento de barragem

A rota da lama: saiba em quanto tempo Itabira seria inundada se barragens se romperem – EXCLUSIVO
Mapa mostra as barragens de Itabira, mancha da inundação e pontos de encontro – Foto: Divulgação Vale

Um minuto. Esse seria o tempo para a onda de lama da barragem do Itabiruçu chegar ao entroncamento da BR-120 e MG-129, acesso a Itabira, em caso de rompimento da estrutura. Nesse trecho estão os pontos de encontro 01 e 02. Os dados são da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec), obtidos pela DeFato no Posto de Comando montado em Itabira para coordenar os trabalhos do primeiro simulado do município.

No cenário previsto, todas as barragens se rompem simultaneamente e milhões de metros cúbicos (Mm³) são despejados em direção ao município.

Entre 1 e 6 minutos o Presídio de Itabira e a comunidade de Rio de Peixe seriam atingidas. Próximo estão os pontos de encontro 05, 06a, 06b, 08, 09, 10 e 11.

O Clube Recreativo Metabase, a barragem Rio de Peixe e o bairro Conceição de Baixo seriam as próximas estruturas impactadas com a onda de lama do Itabiruçu. O prazo para alcançar , estes locais é de 6 a 15 minutos. Próximo estão os pontos de encontro 13, 14, 15, 17, 18 e 34.

A Estação de Tratamento de Água (ETA) Rio de Peixe; os bairros Jardim Belvedere e Ribeira de Cima e a avenida Humberto Campos (acesso ao bairro João XXIII) seriam atingidos no período entre 15 e 35 minutos após o rompimento da barragem do Itabiruçu. Os pontos de encontro mais próximo são os número 30, 31, 32 e 33.

O fim das zonas de autossalvamento (ZAS) é atingido no prazo de 35 e 50 minutos após o rompimento da barragem do Itabiruçu. O ponto de encontro mais próximo é o de número 52. As ZAS são as regiões à jusante da barragem, cuja distância pode ser considerada em cerca de 10km ou o tempo de chegada da onda, no caso de rompimento, for de 30 minutos.

A barragem do Itabiruçu é responsável por receber as sobras do Complexo de Conceição. Atualmente, aglomera 130,7 milhões de metros cúbicos (Mm³) de rejeito de minério de ferro, mas tem capacidade para 228 milhões de metros cúbicos. A estrutura passa por obras que vão torná-la ainda mais robusta. A borda da barragem, hoje com 836 metros acima do nível do mar, passará a ser de 850 metros.

Barragem do Itabiruçu da Vale – Reprodução/Adrone Imagens

Barragem Conceição

A barragem Conceição foi implantada entre os anos de 1977 e 1981, em aterro compactado, tem 60m de altura, comporta atualmente 36 Mm³, mas sua capacidade máxima chega a 40,60 milhões de metros cúbicos de rejeito. Tem um alteamento a jusante e o comprimento da crista de 390m.

Um minuto é tempo que a onda de lama da barragem Conceição leva para chegar no usina da Vale de mesmo nome. Próximo, os pontos seguros são os de número 20, 20a, 20b e 20c.

Entre 1 e 20 minutos a lama de rejeitos invadiria o bairro Vila Conceição de Cima e a MG-129. Os pontos de encontro próximo são os de número 11, 22, 23, 24 e 27a. O bairro Vila Conceição de Baixo e o dique Rio de Peixe seriam alcançados entre 20 a 40 minutos. São três os pontos de encontro nessa região: 19, 27b e 28.

Os bairros Fênix e João XXIII são os próximos a serem atingidos. A onda de lama chega por lá no prazo de 20 minutos a 1h05 minutos. São considerados seguros os pontos 25, 26, 39 e 40. Entre 1h05 minutos e 1h15 minutos a lama de rejeitos da barragem Conceição alcança os bairros Gabiroba e Jardim dos Ipês. Os pontos de encontro nessa região são os de número 44, 44b, 45, 46a, 46b, 47e 49.

Cambucal I e II

As barragens Cambucal I (119 mil m³) e Cambucal II (110 mil m³) pertencem ao Complexo das Minas do Meio. Em caso de rompimento, em 18 minutos a lama atinge a rua Daniell Jardim de Grisolia, no bairro Machado. Próximo estão os pontos de encontro 35 e 36.

Entre 18 a 25 minutos é o tempo que o bairro João XXIII é atingido. O ponto de segurança é o de número 37. Já o acesso ao bairro Gabiroba é interditado pelo milhões de rejeito de minério de ferro no prazo de 25 a 42 minutos. Os pontos de encontro dessa região são os 38, 41 e 50.

Entre 42 minutos e 1h05 minutos a onda de lama chega ao bairro Gabiroba. Os pontos seguros são os de número 42a, 42b, 43a e 43b.

Dique Minervino e Cordão Nova Vista

O Dique Minervino e Cordão Nova Vista compõem a estrutura da barragem de Pontal, responsável pelo represamento do descarte da Mina Cauê. o Cordão Nova Vista foi implantado em 1994 em maciço misto de aterro compactado, tem 17 m de altura, comprimento da crista de 1.700m, dois alteamentos, sendo um a jusante e outro linha de centro, capacidade máxima de 4,9 Mm³.

Os bairros Bela Vista e Nova Vista, vizinhos das estruturas, seriam devastados em até um minuto. Os pontos de encontro dessa região são os 58, 59, 60, 61 e 62.

Entre 1 e 4 minutos, a onda de lama chega ao bairro Praia. São consideradas áreas seguras os pontos de encontro 67, 68, 69, 70 e 71. A jusante do bairro Praia seria atingida em até 12 minutos após o rompimento destes diques. Os pontos de encontro dessa região são os de número 72, 73, 74, 75 e 77.

O entroncamento da BR-120 e acesso a Nova Era é atingido no prazo de 12 a 18 minutos. O ponto seguro é o 79.

Barragem do Pontal

A barragem Pontal foi implantada em 1972, em aterro compactado, tem 69m altura, comprimento da crista de 620m, além de três alteamentos a jusante. Maior complexo de retenção de rejeitos de Itabira, represa se estende por toda a região do bairro Bela Vista e aglomera 226,9 milhões de metros cúbicos de resíduos.

Desde 1º de abril a barragem do Pontal está classificada como de nível 1 de risco de rompimento. Isso porque a empresa não conseguiu renovar a declaração de estabilidade do Dique 02, um dos “braços” que compõe o complexo gigantesco que recebe as sobras do que é produzido em Cauê.

Barragem do Pontal, no bairro Campestre – Foto: Esdras Vinicius

Em caso de rompimento da estrutura, o povoado de Itabira próximo a BR-120 é atingido em, no máximo, 12 minutos. Os pontos de encontro de referência são os de número 65, 66 e 80. Entre 12 e 18 minutos o entroncamento da BR-120 e acesso a Nova Era é atingido no prazo. São pontos seguros: 79, 81 e 82.

A Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Laboreaux e a comunidade de mesmo nome são atingidas entre 18 e 20 minutos após o rompimento da barragem. O ponto seguro é o 84. Por fim, entre 20 e 54 minutos a onda de lama alcança a comunidade rural de Itabira localizadas no fim das zonas de autossalvamento. Os pontos de encontro referenciados são 85, 86, 88, 89, 90, 91, 92 e 93.