Agências da Caixa: distanciamento não é seguido em 85% delas

Quem nunca precisou ir até as agências da Caixa Econômica Federal e se deparou com uma longa fila? Pois é.

Agências da Caixa: distanciamento não é seguido em 85% delas

Quem nunca precisou ir até as agências da Caixa Econômica Federal e se deparou com uma longa fila? Pois é. Saiba que o distanciamento recomendado não é uma realidade na maioria delas. Aliás, para quem precisou das agências da Caixa isso pode não ser novidade, mas vejamos as porcentagens que a pesquisa revelou. Entenda mais abaixo as informações do Brasil Econômico.
Uma recente pesquisa realizada com os funcionários das próprias agências da Caixa aponto que para 85% dos entrevistados existe contato próximo, sem respeitar o distanciamento de 2 metros, “sempre ou quase sempre”.  Outro ponto levantado é que a ventilação não é correta “sempre ou quase sempre” em cerca 80% das agências do Caixa conforme os entrevistados.
E quem descobriu e levantou os dados? As descobertas numéricas sobre as agências da Caixa fazem parte de estudo da Universidades de São Paulo (USP), Estadual Paulista (Unesp) e Federal do Pará (UFPA), além de contarem com o apoio da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa (Fenae).

MAIS NOTÍCIAS