“Tem muito dinheiro, mas precisamos de mais”, diz Marco Antônio sobre orçamento de quase R$ 1 bilhão

Declaração foi feita durante evento em que a Câmara “devolveu” recursos à Prefeitura

“Tem muito dinheiro, mas precisamos de mais”, diz Marco Antônio sobre orçamento de quase R$ 1 bilhão
À esquerda, ao lado do presidente da Câmara, Vetão, o prefeito de Itabira Marco Antônio Lage. Foto: Victor Eduardo/DeFato Online
O conteúdo continua após o anúncio


Em meados de novembro do ano passado, a Câmara Municipal de Itabira aprovou, por unanimidade, um orçamento quase bilionário à disposição da Prefeitura de Itabira. À época, ficou definido que o Município contaria com R$ 928.155.990,00 de receita líquida em 2022. No entanto, os valores robustos não parecem ter satisfeito completamente o prefeito Marco Antônio Lage (PSB).

Em um evento na manhã desta quarta-feira (19) – no qual foi realizada a devolução de R$ 1.701.832.62 da Câmara ao Poder Executivo, por meio de um cheque simbólico – Marco Antônio afirmou que a Prefeitura tem muito dinheiro, mas precisa de mais. Naquele instante, o chefe do executivo municipal falava sobre investimentos necessários a curto e longo prazo em Itabira.

“Não podemos abandonar esse trabalho (investimentos urgentes nos bairros). Ao mesmo tempo, temos um plano de metas voltado à diversificação econômica, investimentos estruturantes para sairmos bem daqui a 10 anos. Porque também a gente não pode abandonar. Tem muito dinheiro aqui? Tem, então vamos agir com responsabilidade e usar bem esse dinheiro. Mas nós precisamos de mais! Então é muito bem vindo esse R$ 1.701.832,62, isso aqui vai ajudar muitas famílias”, declarou.

“Aparentemente, a gente fala de uma Prefeitura que tem muito recurso, muita receita. Mas é importante entendermos que temos muito mais demandas. Ainda que as receitas superem as expectativas, ainda que tenhamos superávits, as demandas são enormes em todas as áreas. Encontramos uma Prefeitura que demanda muito investimento em todas as áreas, infelizmente muito maior que eu imaginava”.

Marco Antônio
Marco Antônio Lage, Marco Antônio Gomes e Vetão erguem o cheque simbólico entregue pela Câmara. Foto: Victor Eduardo/DeFato Online

Além do prefeito, estiveram no encontro o presidente da Câmara, Weverton Leandro dos Santos Andrade “Vetão” (PSB), o deputado estadual Bernardo Mucida, o vice-prefeito Marco Antônio Gomes, e os vereadores Bernardo de Souza Rosa (Avante), Carlos Henrique de Oliveira (PDT), Juber Madeira Gomes (PSDB), Roberto Fernandes Carlos de Araújo “Robertinho” (MDB) e Rodrigo Alexandre Assis Silva “Diguerê” (PTB).

Marco Antônio também afirmou que pelo menos parte do montante entregue hoje pela Câmara será voltado ao reparo dos estragos causados pela chuva em Itabira. Um levantamento recente feito pela gestão municipal teria detectado a necessidade de R$ 7.800.000 milhões em obras emergenciais.

Em seu pronunciamento, ainda houve tempo para que o pessebista fizesse críticas a gestões passadas. Ele citou, por exemplo, os diversos buracos encontrados nas ruas da cidade. Para Marco Antônio, este não é um problema da atual gestão.

“Temos problemas sérios na saúde, na educação, na pavimentação. Itabira é uma cidade que tem buracos demais nas ruas, mas não é um problema desta Prefeitura. A pavimentação tem vida útil, ela precisa ser refeita. Você fez uma rua nova, ela não vai durar a vida toda, você precisa refazer. Nós já mapeamos nove ruas agora pra refazer, mas precisa de muito mais”, afirmou.

Marco Antônio
Comentários em matéria da DeFato Online sobre possível troca na Secretaria de Obras demonstram insatisfação dos itabiranos com a condição das ruas da cidade. Foto: Reprodução

Momento diferente?

Boa parte do ano de 2021 ficou marcado por algumas rusgas entre Câmara e Prefeitura de Itabira. O ápice da “crise de relacionamento” foi o empréstimo de R$ 70 milhões desejado pelo Executivo mas rejeitado pelo Legislativo. No entanto, durante seu pronunciamento na manhã de hoje, o presidente da Câmara, Weverton Leandro dos Santos Andrade “Vetão” (PSB), disse que os dois poderes estão alinhados neste momento.

“A Câmara está passando por uma reforma importante, depois de quase 40 anos, do prédio do Poder Legislativo. Nós vamos deixar de fazer puxadinhos e gambiarras e vamos resolver realmente o problema. Além disso, estamos devolvendo neste ato R$ 1.701 milhão que serão destinados pelo prefeito Marco Antônio e o vice-prefeito Marco Antônio Gomes. E com certeza será feito em parceria com o Poder Legislativo, porque é dessa forma que temos feito nosso trabalho, em parceria com o Poder Executivo”

Marco Antônio
Vetão afirmou que Câmara e Prefeitura estarão alinhados quanto à destinação dos recursos. Foto: Victor Eduardo/DeFato Online

MAIS NOTÍCIAS