Kalil determina fechamento total de lojas em BH

Prefeito da capital disse que assinará decreto, nesta quinta-feira (9), que proíbe o funcionamento de qualquer comércio não essencial na cidade

Kalil determina fechamento total de lojas em BH
Alexandre Kalil utilizou o Twitter para anunciar a medida, que visa conter a pandemia da Covid-19 – Foto: Divulgação/PBH

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), anunciou, nesta quarta-feira (8), que proibirá, via decreto, o funcionamento de qualquer comércio não essencial na capital, a partir desta quinta (9). O chefe do Executivo municipal usou o Twitter para anunciar a medida, que visa conter a pandemia do novo coronavírus. No post, Kalil reforçou que “Quem não está entre os serviços essenciais não deve ir trabalhar.”

O decreto a ser assinado por Alexandre Kalil, portanto, não deve afetar o funcionamento de supermercados, hospitais, clínicas, farmácias e demais serviços considerados essenciais durante o período de enfrentamento à pandemia.

A medida anunciada por Kalil endurece ainda mais as restrições sobre o funcionamento do comércio na capital. Anteriormente, no decreto municipal Nº 17.304, que entrou em vigor no dia 20 do mês passado, o prefeito de BH havia suspendido o funcionamento de comércios específicos. São eles:

  • Casas de shows e espetáculos de qualquer natureza;
  • Boates, danceterias, salões de dança;
  • Casas de festas e eventos;
  • Feiras, exposições, congressos e seminários;
  • Shoppings centers, centros de comércio e galerias de lojas;
  • Cinemas e teatros;
  • Clubes de serviço e de lazer;
  • Academia, centro de ginástica e estabelecimentos de condicionamento físico;
  • Clínicas de estética e salões de beleza;
  • Parques de diversão e parques temáticos;
  • Bares, restaurantes e lanchonetes.

Coronavírus em BH

Segundo boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde, às 14:00 desta quarta-feira (8), Belo Horizonte é a cidade com maior número de casos confirmados e óbitos causados pelo coronavírus. Ao todo, foram registrados 293 casos, com seis óbitos.

MAIS NOTÍCIAS