Mucida é eleito vice-presidente da comissão de Minas e Energia na ALMG

O novo cargo é estratégico para o parlamentar itabirano, que tem a mineração sustentável como uma das bandeiras do seu mandato

Mucida é eleito vice-presidente da comissão de Minas e Energia na ALMG
Foto: Divulgação/ALMG

Na tarde desta quinta-feira (4), o deputado estadual Bernardo Mucida (PSB) foi eleito vice-presidente da comissão de Minas e Energia — que será presidida pelo deputado Rafael Martins (PSD) — da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). O parlamentar itabirano ocupará o cargo pelos próximos dois anos e terá a oportunidade de coordenar os debates relacionados à mineração, dentre outros temas.

Ao assumir como deputado estadual, no início de 2021, em substituição a então deputada e atual prefeita de Contagem Marília Campos, Bernardo Mucida definiu a mineração sustentável e a diversificação econômica dos municípios mineradores como bandeiras do seu curto mandato de dois anos.

Agora, ao assumir um cargo na comissão de Minas e Energia, poderá trabalhar o tema de maneira estratégica e dar protagonismo ao extrativismo mineral nos debates da Casa.

+ ALMG: deputados debatem as medidas impostas pela onda roxa

+ Senado aprova texto-base da PEC do auxílio emergencial em 2º turno

+ Ex-vereador e prefeito de Itaguara é o novo assessor de projetos da Prefeitura da Itabira

Mucida, ainda, será membro efetivo da comissão de Desenvolvimento Econômico, além de ser suplente na comissão de Participação Popular.

“Estamos em um estado minerador, onde a diversificação econômica precisa acontecer. Agora, aumentaremos o nosso poder de influência e intervenção nas ações legislativas e na relação com o Governo de Minas Gerai. Vamos lutar por uma economia forte e responsável nas cidades que represento”, afirmou Bernardo Mucida.

Comissões parlamentares

As comissões são grupos de deputados que opinam sobre os projetos em tramitação na ALMG, orientando as votações no Plenário.

Essas estruturas especializadas têm também outras atribuições, como realizar estudos, fiscalizar os atos do Governo de Minas Gerais, promover visitas, audiências e debates sobre temas de interesse da sociedade.

MAIS NOTÍCIAS